Tadej Pogacar (UAE-Emirates) venceu hoje a nona etapa da Volta a Espanha, em Andorra, em que Ruben Guerreiro (Katusha Alpecin) foi 25.º e o colombiano Nairo Quintana (Movistar) subiu à liderança.

© Sarah Meyssonnier / PhotoGómezSport

A nona etapa, com apenas 94,4 quilómetros, em Andorra, mas com uma subida de categoria especial e duas de primeira, a última coincidindo com a meta, em Cortals d’Encamp, esteve interrompida por uma tempestade de chuva e granizo.

Tadej Pogacar, de 20 anos, que cumpre na Vuelta a sua primeira participação numa grande clássica velocipédica, surgiu isolado na meta instalada no alto de Cortals d’Encamp e, de acordo com as estatísticas, é o mais novo, desde o espanhol Celestino Prieto, em 1981, a vencer uma tirada.

© Sarah Meyssonnier / PhotoGómezSport

O esloveno, vencedor da Volta ao Algarve, concluiu os 94,4 quilómetros da etapa em 2:58.09 horas, menos 23 segundos do que Nairo Quintana, que venceu a Vuelta em 2016, e menos 48 do que o compatriota Primoz Roglic (Jumbo-Visma), segundo e terceiro classificados, respetivamente.

O português Ruben Guerreiro (Katusha Alpecin) terminou a etapa na 25.ª posição, a 5.12 minutos de Tadej Pogacar, e ascendeu ao 19.º posto da geral, a 12.29 minutos do novo líder, Nairo Quintana, com um total de 35:18.18 horas.

© Sarah Meyssonnier / PhotoGómezSport

Nelson Oliveira (Movistar) terminou na 57.ª posição da etapa, e ascendeu ao 63.º posto da classificação geral, Ricardo Vilela (Burgos-BH) foi 84.º, tendo subido a 90.º, e Domingos Goncalves (Caja Rural) cortou a meta na 108ª posição, caindo para o 112.º.

© Sarah Meyssonnier / PhotoGómezSport

Quintana vestiu a camisola vermelha de líder, detendo seis segundos de vantagem sobre Roglic, campeão da Algarvia em 2017, e 17 sobre o compatriota Miguel Ángel López (Astana), sucedendo ao francês Nicolas Edet (Cofidis), que ocupa agora o sétimo posto, a 2.21 minutos do colombiano, depois de ter sido 28.º na etapa, a 6.06 de Pogacar.

© Sarah Meyssonnier / PhotoGómezSport

Na segunda-feira, o pelotão da Vuelta cumpre um dia de descanso, antes de retomar a corrida, na terça-feira, com o contrarrelógio individual entre Jurançon e Pau, com uma distância de 36,2 quilómetros.

Deixar uma resposta