Pirelli e Mitchelton-SCOTT juntas no Tour de France

49

O acordo que prevê uma parceria tecnológica de longo prazo, foi anunciado no circuito de Paul Ricard.

Simon Yates completou uma volta no circuito France F1 Grand Prix com os novos pneus Pirelli.

A Pirelli acelera a sua estratégia para aumentar a sua presença no ciclismo profissional. Depois de assinar o contrato com a equipa da Pro Continental, Aqua Blue Sport, a empresa agora entra em campo com a equipa de ciclismo Mitchelton-SCOTT, atualmente a segunda classificada no ranking da UCI World Tour.

A estreia acontecerá em pouco mais de duas semanas, no Tour de France, onde a maioria dos atletas da equipa australiana usará os novos pneus tubulares da Pirelli. Assim, a sua participação no Grande Boucle marcará o retorno da Pirelli às principais corridas no calendário de ciclismo da UCI.

Um circuito de Fórmula 1 – durante a sessão de qualificação da Fórmula 1 Pirelli Grand Prix de França de 2018 – foi o palco em que a parceria foi anunciada, durante uma conferência de imprensa com a presença de Antonella Lauriola, COO da Pirelli Velo, Piero Misani, Oficial Chefe de Tecnologias de Duas Rodas Pirelli, Mario Isola, Chefe de Corridas de Carros da Pirelli, e Simon Yates, um dos melhores atletas da Mitchelton-SCOTT.

Para comemorar o acordo, Yates completou uma volta ao circuito de Paul Ricard (5,8 km de distância) usando a sua bicicleta Scott equipada com os novos tubulares da Pirelli. Então, o atleta da Mitchelton-SCOTT entregou o prémio a Lewis Hamilton (Mercedes), o homem “pole position” oficial do dia.

Usar Le Castellet como palco para o anúncio deste acordo entre a Pirelli e a Mitchelton-SCOTT não foi uma escolha aleatória. Não só porque o GP da França acontece algumas semanas antes do início do Tour de France, mas também porque reforça os laços existentes, na estratégia da Pirelli, entre o desporto motorizado e o ciclismo.

A abordagem da Pirelli no ciclismo profissional é a mesma que a levou a maior fornecedor mundial para corridas motorizadas de alto nível: assinar acordos de parcerias que proporcionam um trabalho conjunto e contínuo de desenvolvimento dos pneus, com vista a atingir níveis de desempenho sem precedentes.

Durante os meses que antecederam o Tour de France, a equipe Mitchelton-SCOTT e o pessoal de P&D da Pirelli trabalharam juntos, numa troca constante de feedback técnico, com um total de 300.000km percorridos com os novos pneus tubulares, em corridas e sessões de teste realizadas em conjunto pelos atletas profissionais da Pirelli e pelos atletas da equipa, e várias corridas do World Tour já efectuadas, mas sem mostrar a marca.

O resultado deste teste intensivo e processo de validação de desempenho, que continuará corrida após corrida ao longo da temporada de ciclismo, é o pneu PZero Velo na versão tubular. Um pneu nascido das condições mais exigentes, que além de apresentar o alto nível de eficiência e aderência tipicamente associados aos produtos Pirelli e ideal para as competições do World Tour, permite que os atletas atinjam novos níveis de confiança e controle sob condições extremas.

Entre as características que partilha com clinchers da mesma família, encontramos o composto SmartNET ™ Silica, o perfil de piso do pneu ICS (Ideal Contour Shaping) e o FGD (Functional Groove Design) – todos eles vistos pela Pirelli como constituintes essenciais dos produtos Velo, nas fases de design e desenvolvimento.

“A Pirelli é a escolha dos melhores atletas e das melhores equipas em muitos desportos de alto nível – aponta Antonella Lauriola, COO da Unidade de Negócios Pirelli Velo – então era natural que no ciclismo também fossemos a escolha de uma equipa líder como a Mitchelton-SCOTT. Para a Pirelli, cada bicicleta, cada ciclista e cada condição de corrida exige um produto diferente. É assim que também trabalhamos nos campeonatos de automobilismo. Estamos certos de que esta parceria trará resultados significativos, não apenas em termos de vitórias, mas também e principalmente em termos de desenvolvimento de produtos”.

“O pneu é, sem dúvida, a peça mais importante de equipamento disponível para um ciclista profissional. Há uma quantidade incrível de confiança depositada numa área de contato muito pequena com a estrada” – comentou Kevin Tabotta, diretor de desempenho da equipe Mitchelton-SCOTT – “Estamos muito felizes com o desenvolvimento dos pneus. A Pirelli tem sido excelente na forma como se comunicou com os nossos atletas e levou em consideração o feedback deles. Acabámos com um pneu fantástico, rápido, aderente e confortável que se manuseia incrivelmente bem ”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva o seu comentário
Escreva o seu nome