Pedalar com o Tempo Quente

619
Manter a temperatura corporal em valores aceitáveis durante as provas no verão tem o que se lhe diga: os músculos pedem sangue para obterem o oxigénio necessário para produzir energia e, por outro lado, a pele também pede sangue para dissipar o calor. Para complicar, os músculos em movimento produzem bastante calor adicional.

O aumento da temperatura corporal pode levar a alterações metabólicas e circulatórias que levam à fadiga, mas saiba que antes de perder as forças nos músculos o cérebro irá dar ordens para a máquina abrandar o ritmo devido ao excesso de calor.
E ainda bem, pois se a temperatura subir demais os efeitos poderão ser bastantes graves.

Para melhorar a performance no verão, terá que manter a temperatura corporal em níveis seguros. Assim:

– Aclimatize-se. Isto é, treine com o calor antes de ir para a prova. Ao fim de uma semana o organismo já estará mais eficiente para dissipar o calor

– Beba água. Já sabia disso, claro, mas os estudos científicos não dizem para beber o máximo possível, mas beber apenas o suficiente para repor o que transpirou. Excesso de água pode causar desconforto ou, pior, distúrbios fisiológicos devido à diminuição de concentração sais no organismo. No entanto, nos dias quentes mais vale apostar numa boa hidratação, aproveitando todos os postos de abastecimento, mas cuidar também de repor os sais. Por isso…

– Reponha os electrólitos. Quando transpiramos também perdemos sódio e, em menor quantidade, cloro – que juntos compõem o sal. É importante que o sódio seja reposto, por isso ponha sais na água do bidon. Aqueles “pós” próprios para as bebidas desportistas, com hidratos de carbono e sódio, são suficientes. Potássio e magnésio não são necessários, pois a sua perda pelo suor é irrelevante.

– Outros métodos são o precooling: arrefecimento antes da prova, e o percooling: arrefecimento durante a prova. Inclui banhos frios (eventualmente complicado), roupas próprias com acumuladores de frio (ice vests) e bebidas geladas. Mas atenção que o precooling, embora indicado para provas de resistência, pode eventualmente atrapalhar o sprint da partida se arrefecer demais os músculos.

Fonte: Pedalar com Ciência

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva o seu comentário
Escreva o seu nome