Participação positiva da EFAPEL na Volta ao Alentejo

88

A equipa de ciclismo EFAPEL terminou a sua participação na 43ª edição da Volta ao Alentejo com Rafael Silva no 12º lugar da classificação geral individual e uma demonstração de competitividade crescente que só não se traduziu num resultado no pódio devido a um acidente na etapa de ontem. Para os elementos da estrutura, fica a evolução positiva, o grande entrosamento que os corredores já evidenciam e a certeza que a tendência é para melhorar.

A última etapa da “Alentejana” ligou Ferreira do Alentejo a Évora. Os ciclistas percorreram 168,9 km e, na primeira parte da tirada, houve uma fuga que se destacou. Mas com o aproximar da meta, o pelotão anulou a diferença. A mais de 25 quilómetros da chegada os corredores ainda se separaram em dois grupos, mas a chegada foi feita num só grupo compacto, que se estendeu devido à técnica que a chegada na Praça do Giraldo exige de quem pedala.

Aí, Rafael Silva foi o primeiro elemento da EFAPEL a cruzar a meta. A formação liderada por Américo Silva voltou a mostrar que o colectivo é o seu ponto mais forte, com um trabalho de equipa ao longo de cinco dias que servirá, certamente, para melhorar ao longo dos treinos e das competições futuros.

Feitas duas corridas por etapas num período inferior a duas semanas, a equipa EFAPEL prepara-se agora para as provas de um dia. A primeira desta fase é já no próximo domingo, dia 5 de março. É a Clássica da Arrábida, prova internacional com 186,6 quilómetros entre Setúbal e Palmela.

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva o seu comentário
Escreva o seu nome