Odemira quer ser o principal destino do país para os "amantes" do BTT

288

Odemira quer assumir-se, no espaço de um ano, como o principal destino nacional para os “amantes” do BTT! 

O projecto está a ser desenvolvido em parceria pela autarquia local e pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (FCSH) da Universidade Nova de Lisboa (através do EGEO – Centro de Estudos de Geografia e Planeamento Regional) e prevê que em 2013 esteja criada uma rede de trilhos para quem quiser cruzar o concelho de bicicleta.
“Odemira tem mais de dois mil quilómetros que são circuláveis em termos de BTT. E com este projecto vamos georreferenciar e promover cerca de mil quilómetros de estrada onde possa ser feita a prática do BTT. No fundo, o que pretendemos como resultado final é que Odemira seja reconhecido como o território por excelência para a prática do BTT” em Portugal, explica ao “CA” o vice-presidente da Câmara de Odemira, Hélder Guerreiro, que apresentou o projecto no último sábado, 9, em Vila Nova de Milfontes, durante o colóquio “Turismo de Natureza, uma oportunidade para a região – BTT”, promovido no âmbito da Feira do Turismo Activo e Desportivo.
“A ideia é estruturar uma oferta de base para que qualquer pessoa de Odemira ou de fora consiga usufruir do concelho de ponta a ponta em bicicleta. Ou seja, queremos aproveitar os caminhos agrícolas e florestais que existam e conseguir criar uma rede de percursos e caminhos que permitam usufruir o concelho de ponta-a-ponta”, acrescenta Ricardo Mendes, da FCSH.
De momento, o projecto ainda se encontra numa fase embrionária e deverá custar à autarquia perto de 25 mil euros, verba necessária fazer todo o trabalho necessário ao nível da georreferenciação e do desenvolvimento das aplicações informáticas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva o seu comentário
Escreva o seu nome