O Guerreiro da Trek-Segafredo, entrevista a Ruben Guerreiro

160

Esta semana a equipa da Trek Portugal teve o privilégio de fazer um treino na maravilhosa paisagem da Serra da Arrábida e passar horas à conversa na loja N10 Bike Shop com o Campeão Nacional Ruben Guerreiro.

Natural de Pegões Velhos, concelho do Montijo, distrito de Setúbal, Ruben Guerreiro, com 23 anos, falou-nos do seu palmarés desportivo, sucessos, conquistas, equipas, do homem e do atleta.

Fica a conhecer melhor Ruben Guerreiro, o português que é um dos melhores ciclistas do pelotão internacional do Pro Tour.

Como começaste no ciclismo?

Comecei no ciclismo com o meu pai. Com 7 ou 8 anos iniciei-me no BTT a fazer maratonas aos fins de semana até aos 14 ou 15 anos de idade. Depois o meu pai comprou-me uma bicicleta de estrada e aos 17 anos integrei a equipa do Matos Cheirinhos e começou a competição a sério.

Melhores resultados?

Sagrei-me Campeão Nacional de estrada em 2017, título que também conquistei em Sub-23 e em Júnior. Em Sub-23 venci uma corrida internacional em Itália muito importante, o GP Palio del Recioto, fiz também um sexto lugar no World Tour numa clássica em França, a Bretagne Classic, fiz um 9º à geral na Volta à Bélgica, este ano já fiz um 4º na Herald Sun Tour, 9º na Tour Down Under, e a minha melhor performance, o dia em que me senti melhor em cima da bicicleta, foi na última etapa da Volta ao Algarve em que acabei em 2º.

Objetivos desportivo a curto prazo

Gosto de ganhar. Tudo farei para tentar ganhar uma corrida. Quero ser regular, ter boas prestações durante todo o ano, e esforçar-me para evoluir. Penso corrida a corrida, e depois do Campeonato Nacional do próximo fim de semana, quero ter uma boa prestação na Volta à Polónia.

Objetivos pessoais

Ser boa pessoa. Gosto de ser amigo e de ter amigos. Ser bom para a família e para a namorada. Desfrutar ao máximo da vida com ambição na nossa profissão.

Tens ídolos no ciclismo?

Nunca tive um só ídolo. Sempre gostei muito do Lance Armstrong e atualmente gosto da maneira como o Alberto Contador corre e do Alberto enquanto pessoa. São eles as minhas referências.

Características físicas

Tenho 66 kg durante o ano. Altura sem saltos altos é 1,78 m (risos). Tenho 39 ou 40 batimentos cardíacos em repouso. Em termos de watts, talvez 20 minutos, 440 watts.

Como é estar na Trek-Segafredo

É uma excelente oportunidade e motivo de orgulho. É também uma grande responsabilidade. É uma equipa que dá excelentes condições, das melhores a nível mundial, e é sem dúvida uma grande equipa onde posso evoluir e ter bons resultados.

Daqui a 5 anos… o que gostavas de ter conquistado

(Risos) É melhor nem pensar muito nisso, mas se fosse assim tão fácil, gostava de contar que tinha sido Campeão do Mundo, ganhado muitas etapas na Volta a França e inúmeras corridas. Mais do que isso, que tinha feitos grandes corridas e dado grande espetáculo em termos competitivos, acho que isso é muito importante.

Que bicicletas gostas mais

Tenho tido a oportunidade de competir com a minha bicicleta favorita, que sempre foi a Émonda, mas acho que vou agora traí-la, porque a nova Madone é incrível.

Qual é a tua relação com o ciclismo de montanha?

Foi no ciclismo de montanha que comecei. Durante a época não gosto muito de praticar, até porque a minha zona é muito plana, mas a partir de novembro ou dezembro pratico muito BTT porque gosto.

Suspensão Total ou Hardtail?

Claro que suspensão total.

Na estrada, transmissão mecânica ou eletrónica

Eletrónica.

Comida favorita

Sou bom garfo. Gosto de tudo. Mas o que mais adoro é comida mexicana.

Hobbies

Adoro passear de carro. Tenho uma grande paixão por carros. Adorava ter um M da BMW, um M3, M4 ou M5… Mas também adoro pescar.

A equipa da Trek Portugal e do BTT Lobo deseja grande sucesso para o Ruben Guerreiro.

Deixar uma resposta