Novos pedaleiros SRAM DUB

0
421

Os novos pedaleiros SRAM DUB e a nova coleção de movimentos pedaleiros são a peça final do puzzle do sistema de engenharia da SRAM, dando-lhes uma transmissão completamente optimizada.

A ideia foi pegar nos benefícios do BB30 e do GXP, combiná-los, e posteriormente eliminar os inconvenientes do sistema. O resultado é um desenho mais standerizado que permite baixar o peso, melhorar a performance e simplificar a instalação em qualquer quadro.

Embora tenham inovado bastante nas suas peças de transmissão ao longo dos anos, introduzindo o corpo de roda livre XD, 12 velocidades, transmissão 1X, etc… Os cranks da SRAM têm-se mantido basicamente o mesmo. A SRAM está (e bem) hesitante em chamar-lhe um novo standard. Tecnicamente, é um novo desenho de veio e movimento pedaleiro que será compatível com todas as caixas de movimento pedaleiro existentes atualmente.

Nos cranks, o SRAM DUB junta a durabilidade e simplicidade do eixo de aço de 24 a 22mm GXP e uma combinação de movimento pedaleiro, com o peso mais reduzido e rigidez melhorada do eixo sobredimensionado em alumínio, de 30mm usado no BB30.

E está a fazer isto com um único tamanho de eixo dos cranks (que tem 28.99mm de diâmetro), portanto, os cranks serão os mesmos independentemente do tipo de bicicleta onde serão montados. O beneficio de tudo isto, é que a marca pode optimizar a produção dos mesmos o melhor possível, uma vez que apenas têm que desenhar um conjunto de cranks.

Para o movimento pedaleiro, a SRAM pegou nos 4 desenhos mais comuns e criaram o DUB, que coloca os rolamentos fora do quadro na maioria dos casos. Isto não só oferece um maior apoio (o que melhora a rigidez), mas, combinado com o eixo ligeiramente mais estreito, também permite usar rolamentos maiores (para uma maior durabilidade).

Assim, foi também criado espaço para melhores vedantes. Basicamente, os rolamentos e capas ou copos dos movimentos pedaleiros já não têm que comprometer a montagem no quadro.

Resumindo, o SRAM DUB significa um único desenho de cranks que pode ser montado em todas as caixas de movimentos pedaleiros existentes. Não podemos esquecer que existem larguras de eixos para Fat Bikes e opções Q-factor. Portanto, tecnicamente, não estão na realidade a inventar um novo standard, mas sim o que eles chamam de “assassino de standards”, uma vez que funciona com tudo.

A SRAM tem trabalhado neste projecto durante os últimos 3 anos, coordenando as suas equipas na Alemanha, San Luis Obispo e Chicago.

Por agora, vai ser lançado no XX1, X01 e GX Eagle, Descendant e Stylo em carbono e alumínio. Para estes produtos, o DUB substitui imediatamente as opções originais GXP e BB30.

Reduções de peso e detalhes técnicos

O DUB a presenta um completo “sistema de engenharia” de transmissão para a SRAM e afirmam que é agora o mais leve da categoria, batendo até o Race Face Next SL por cerca de 20g.

A redução de peso vem da utilização de um eixo sobredimensionado em alumínio (em oposição ao eixo de aço GXP), que é ligado ao crank em vez de pressionado como os desenhos correntes. A produção dos cranks de carbono é muito semelhante, apesar de ficarem um pouco mais robustos e rígidos, com o XX1 a receber melhorias para poupar mais alguns gramas.

Os cranks SRAM X1 Eagle DUB com movimento pedaleiro BSA e um prato de 34 dentes irão pesar 497g.

Os cranks SRAM XX1 Eagle anunciam um peso de 422g com um prato X-Sync2 de 32 dentes e 175mm de comprimento. O preço de venda é de €570 – €585 e estarão disponíveis em março de 2018.

Os cranks SRAM X01 são um pouco mais rígidos, visando os atletas de Trail/Enduro e anunciam um peso de 471g (prato de 32 dentes, 175mm de comprimento). O preço de venda é de €540 – €550 e estarão disponíveis em fevereiro.

O SRAM GX Eagle estará à venda por €150 – €205, disponível em fevereiro, com um peso anunciado de 621g com os braços em alumínio da serie 7000.

Os 3 grupos Eagle (XX1, X01 e GX) existem em 3 larguras de eixos incluindo os eixos Boost e Fat Bike (com configurações de pratos para pneus de 4″ e 5″). Todos os cranks de que aqui se fala, existem nas medidas de 170mm e 175mm, e o GX Eagle adiciona a opção de 165mm.

O Descendant em carbono atinge os 555g (prato de 32 dentes, 175mm de comprimento) com prato X-Sync2. O preço de venda é de €290 e estará disponível em fevereiro. O Descendant em alumínio 6000 com o prato da SRAM pesará 717g e custará €115 ficando disponível em maio.

Os cranks Stylo foram atualizados no verão de 2017 e os novos cranks DUB trazem essas mudanças para o novo desenho de eixo. Em carbono irão pesar 555g, custando €290-€345 e estarão disponíveis para Boost e Fat Bike 4”/5” em fevereiro de 2018). A serie em alumínio 6000 com 705g custará €115 e estará disponível para Boost apenas em maio de 2018.

Movimentos pedaleiros SRAM DUB

Com estes 4 movimentos pedaleiros DUB, a SRAM afirma que pode montar os seus novos cranks em qualquer quadro da atualidade:

  • BB30  (também conhecido como MTB73 / 82g / copos em alumínio)
  • PFBB30  (também conhecido como MTB73 / 68-92mm / 89g / copos em alumínio)
  • BSA  (BSA inglês, MTB73, MTB68SP, MTB73E, MTB100 / 73-100mm / 76g / copos em alumínio)
  • PFBB  (também conhecido como MTB89.5, MTB92, MTB121 / 89-121mm / 71g / copos em aço)

O preço varia entre €38 e €52, disponiveis a partir de fevereiro e até maio, dependendo do modelo.

Para mais informações, visite sram.com.

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva o seu comentário
Escreva o seu nome