Nélson Oliveira foi hoje o melhor português na prova de fundo dos II Jogos Europeus, ao terminar no 10.º em Minsk, numa prova vencida pelo italiano Davide Ballerini.

O transalpino cumpriu o traçado de 190 quilómetros em 4:10.04 horas, batendo por 16 segundos o estónio Alo Jakin (Estónia) e o austríaco Daniel Auer, segundo e terceiro classificados, respetivamente, enquanto o bielorrusso Alexandr Riabushenko terminou com o mesmo tempo, mas ficou fora do pódio.

Nélson Oliveira, esperança de Portugal na conquista de uma medalha no contrarrelógio de terça-feira, acabou a 45 segundos do vencedor.

Nélson Oliveira termina em 10.º na prova de fundo dos Jogos Europeus“Se ele conseguisse estar logo no primeiro grupo, o resultado seria outro e bem diferente. Também está aqui especialmente pelo contrarrelógio. Esta prova serve de preparação e ritmo para terça-feira. Essa é a grande aposta. Este é um bom resultado, dado o percurso e as suas características”, disse o selecionador, José Poeira.

No pelotão, Daniel Mestre chegou em 21.º lugar e Rafael Silva em 38.º, a 54 segundos, César Martingil foi 71.º, a 1.08 minutos, João Matias 92.º, a 6.32, entre os 116 que terminaram a prova.

Deixar uma resposta