Miranda-Mortágua volta à estrada para a Clássica da Primavera

57

Próximo domingo, dia 4 de março, a equipa Continental UCI Miranda-Mortágua regressa à estrada, com o pelotão profissional, para a 22.ª Clássica da Primavera que decorre na Póvoa de Varzim, para a categoria de Elites e Sub-23, fazendo-se representar com dez ciclistas em prova.

Após a Volta ao Algarve, esta vai ser a primeira prova de ciclismo de estrada do mês de março, que vai apresentar um calendário bem preenchido. Com um percurso de 147,2 km, a Clássica da Primavera vai cumprir o trajeto tradicional e já conhecido para os ciclistas, onde estão incluídas sete escaladas ao Monte de S. Félix.

A Miranda Mortágua vai participar com dez ciclistas: o Elite Nuno Meireles (Trepador, 26 anos) e os Sub-23 Francisco Campos (Sprinter, 20 anos), Hugo Nunes (Trepador, 21 anos), Jorge Magalhães (Completo, 21 anos), Gonçalo Carvalho (Trepador, 20 anos), Damien Cordeiro (Rolador, 20 anos), José Sousa (Rolador, 18 anos), Artur Chaves (Trepador, 18 anos), Tiago Leal (Trepador, 18 anos) e Pedro Teixeira (Trepador, 18 anos).

A partida vai ser dada às 11 horas, na Avenida Vasco da Gama (em frente ao Clube Desportivo da Póvoa), sendo a meta no mesmo local e estando prevista a chegada para cerca das 14.20 horas. A corrida vai ter sete Metas Volantes (aos quilómetros 4,6 / 25,2 / 45,8 / 66,4 / 87 /107,6 e 128,2) e as sete contagens de Prémio de Montanha de 3.ª Categoria vão ser aos quilómetros 13,85 / 34,45 / 55,05 / 75,65 / 96,25 / 116,85 e 137,45.

À semelhança dos outros anos é esperada uma corrida sem grandes certezas no desfecho, tendo em conta que vai imperar a chegada ao Sprint em determinados momentos e noutros vão ocorrer fugas, o que torna a prova mais aliciante para o público que se deslocar à Póvoa de Varzim.

Vão participar na 22.ª Clássica da Primavera as nove equipas continentais e as cinco de clube portuguesas, além das que chegam de Espanha.

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva o seu comentário
Escreva o seu nome