Milano-Sanremo, o primeiro “Monumento” de ciclismo da temporada a não perder no Eurosport

28

O Eurosport – Casa do Ciclismo – emite os cinco “Monumentos” da modalidade. Canal emite também as semi-clássicas Nokere – Koerese e Handzame Classic, na Bélgica, que antecedem a Milano-Sanremo. Gonçalo Moreira e Paulo Martins comentam a 108.ª edição da Milano-Sanremo que passa no Eurosport 2, sábado, 18 de março, a partir das 13:15.

A Milão – São Remo é uma prova de ciclismo de estrada de apenas um dia que liga as duas cidades italianas ao longo 291km. O percurso é essencialmente plano e apenas os “sprinters” mais resistentes vão estar em posição de discutir a vitória. É conhecida igualmente por “Clássica da Primavera” ou “Classicissima” – a “Clássica das Clássicas”.

Os ciclistas deixam o frio do Norte, em Milão, rumo a Sul, para a famosa cidade situada na costa da Ligúria, que acolhe o festival da canção italiana. Pelo caminho, o pelotão encontra zonas de ascensão decisivas, como Cipressa e Poggio di San Remo.

A Milão – São Remo é o primeiro dos cinco “Monumentos” de ciclismo da temporada, nome que recebem as mais importantes “clássicas” de um dia da modalidade devido à sua grande história e prestígio. Os outros “Monumentos” são a Volta a Flandres, a Paris-Roubaix, Liège-Bastogne-Liège e a Volta à Lombardia.

A primeira edição da “clássica” remonta a 1897 e o primeiro vencedor foi o francês Lucien Petit-Breton. Mais tarde conquistou ainda o Tour. Triunfo que repetiu em 1908. Curiosamente o último vencedor da Milão – São Remo também foi um francês: Arnaud Démare.

Os italianos dominam os registos históricos de triunfos com 50 vencedores, o último dos quais Filippo Pozzato, em 2006. Eddie Merckx detém o recorde de vitórias na “clássica”. Em 11 participações, o belga triunfou por sete vezes, nas edições de 1966, 1967, 1969, 1971, 1972, 1975 e 1976. Tem mais uma vitória que o italiano Costante Girardengo, que dominou a prova nos anos 1918, 1921, 1923, 1925, 1926 e 1928.

Duas semi-clássicas e um português em ação

Antes da prova italiana, o Eurosport emite as semi-clássicas da Bélgica Nokere Koerse e Handzame Classic.

Nokere Koerse

15 de março

Esta competição de apenas um dia é uma “semi-clássica”, realizada anualmente na região belga da Flandres. Nem sempre foi conhecida pela sua atual designação. Em 1944 nascia o Grand Prix Jules Lowie, em homenagem ao campeão da Paris-Nice de 1938, Jules Lowie, nascido em Nokere. Ao longo dos anos, o domínio tem pertencido aos ciclistas belgas, com um total de 56 vitórias. Hendrik Van Dijck é o recordista de triunfos conquistando a Nokere Koerse em três ocasiões: 1996, 1997 e 2000. No ano passado, o belga Timothy Dupont foi o primeiro a cortar a meta.

Handzame Classic

17 de março

Inserida no calendário de provas de apenas um dia na Flandres, a Handzame Classic é uma competição bastante recente. Entre 2002 e 2010, esteve integrada na Três Dias da Flandres Ocidental, como segunda etapa da prova. No entanto, a organização separou-se e criou um evento isolado a partir de 2011.

No ano passado, o eslovaco Erik Baška impôs-se ao sprint cortando a meta à frente do holandês Dylan Groenewegen, segundo classificado, e do belga Gianni Mersman, campeão de 2015, terceiro classificado.

O português José Gonçalves (Katusha-Alpecin) tem presença confirmada no evento.

Horários Eurosport 2:

Nokere-Koerse
Quarta-feira, 15 de março – 14:00 – 16:00  (diferido)

Handzame Classic
Sexta-feira, 17 de março – 17:45 – 19:00

Milano-Sanremo
Sábado, 18 de março – 13:15 – 16:00

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva o seu comentário
Escreva o seu nome