Mathieu van der Poel sagrou-se campeão do mundo de ciclocrosse pela quarta vez, a terceira seguida, batendo o rival belga Wout van Aert, segundo, no Mundial de Ostend, na Bélgica.

Mathieu Van Der Poel Sagra-Se Campeão Do Mundo De Ciclocrosse Pela Quarta Vez (3)
Image Credit: Bettini Photo

Com um tempo de 58.57 minutos, o novo campeão do mundo superiorizou-se à concorrência, com o ‘vice’ a chegar a 37 segundos de distância, depois de um furo o ter atrasado, pouco depois de Van der Poel ter caído, impedindo-o de aproveitar.

PUB

Van der Poel e Van Aert reeditaram a rivalidade entre ambos, que dura há vários anos e em várias especialidades, do ciclocrosse à estrada, com o holandês, de 26 anos, a conseguir juntar o título de 2021 aos arrebatados em 2015, 2019 e 2020.

Mathieu Van Der Poel Ciclocrosse
Image Credit: Bettini Photo

O holandês, que agora tem mais um título mundial do que o rival, junta este a três títulos europeus na especialidade, tendo também sido campeão da Europa em ‘cross country’ olímpico, em 2019.

Mathieu Van Der Poel Sagra-Se Campeão Do Mundo De Ciclocrosse Pela Quarta Vez
Image Credit: Bettini Photo

Ao todo, está agora empatado com o belga Roland Liboton na tabela de mais vitórias em campeonatos do mundo: três corredores conseguiram cinco ‘cetros’, longe ainda do recordista, o belga Erik de Vlaeminck, com sete, entre 1966 e 1973.

Mathieu Van Der Poel Sagra-Se Campeão Do Mundo De Ciclocrosse Pela Quarta Vez
Image Credit: Bettini Photo

Van Aert ficou em segundo lugar, com o também belga Toon Aerts em terceiro e o britânico Tom Pidcock, considerado como outro dos favoritos, além dos dois rivais, na quarta posição.

Mathieu Van Der Poel Sagra-Se Campeão Do Mundo De Ciclocrosse Pela Quarta Vez
Image Credit: Uci

Esta medalha de prata encerra um ciclo para Van Aert, campeão mundial em 2016, 2017 e 2018, que consegue o terceiro ‘vice’ seguido em Mundiais, depois do contrarrelógio e da prova de fundo, na estrada, nos campeonatos de 2020 em Imola.

Mathieu Van Der Poel
Image Credit: Bettini Photo

Os Países Baixos conseguiram dominar nas quatro corridas, já que a jovem Fem van Empel, de 18 anos, venceu hoje o título feminino de sub-23, juntando-se a Pim Ronhaar, nos sub-23 masculinos, e a Lucinda Brand, nas elites femininas, para um domínio total nos Mundiais – oito medalhas em 12 possíveis.