O Enduro World Series (EWS) 2019 regressou aos trilhos sagrados de Rotorua para dar início à temporada de 2019 com o Giant Toa Enduro apresentado pela CamelBak, no fecho da Crankworx deste ano.

Depois de dois dias de treinos em terreno seco e com muito pó, os participantes acordaram no domingo com alguma chuva, tornando mais firmes as pistas e definindo a cena para o primeiro grande confronto do ano, 60km de prova e cinco grandes etapas.

Com a campeã Cecile Ravanel (Equipe Vallecord Enduro Race Team) apagada devido a uma lesão, Isabeau Courdurier (Intense-Mavic Collective) assumiu o controle da corrida desde o início, conquistando todas as vitórias, exceto uma, e conquistando a vitória na prova.

No entanto, foi a colega francesa Morgane Charre, que lhe negou a vitória completa das etapas e, apesar de ter puxado Courural ao limite, ela terminou a prova cinco segundos atrás em segundo lugar. Bex Baraona (Ibis Cycles Enduro Race Team) conseguiu o seu primeiro pódio no EWS em terceiro lugar – apenas a 0,16 segundos atrás de Charre.

“As minhas expectativas eram super baixas, eu só queria ir lá e divertir-me com a bicicleta e deixar Rotorua feliz. Então estou definitivamente satisfeita por poder correr aqui e fazer um bom resultado. Foi uma batalha difícil ”, disse Courdurier.

Na competição masculina, Martin Maes (GT Factory Racing) carimbou com autoridade a sua supremacia nesta corrida, desde o início – vencendo todas as cinco etapas para terminar com uma excelente vantagem de 24 segundos sobre Keegan Wright (Unior Devinci Factory Racing) – a melhor classificação na carreira deste jovem Kiwi. Florian Nicolai, da Canyon Racing, teve um bom desempenho para ficar ocupar terceiro lugar.

Destaque também para José Borges da Miranda Racing Team, que fez o 11º lugar na geral, conquistando 2 segundos lugares na 1ª e na 3ª PEC.

Falando na linha de meta, Maes disse: “Uma grande corrida para mim, eu realmente não esperava ser tão dominante hoje, mas acho que fui extremamente inteligente na bicicleta e geri bem o esforço. Com todas as mudanças que fizemos na bicicleta, parece que está a valer a pena. “

A equipa do dia foi a GT Factory Racing, com a vitória de Martin sendo apoiada por sólidas performances dos companheiros de equipa Noga Korem e Wyn Masters, que ficaram em quarto e oitavo nas suas categorias. A equipe Rocky Mountain conquistou o segundo lugar no pódio e o Canyon Factory Racing o terceiro.

Resultados completos em enduroworldseries.com.

Video com os melhores momentos do Enduro World Series Rotorua:

O pó pode (literalmente) ainda não ter chegado a Rotorua, mas agora todos os olhos se voltam para a segunda ronda – a EWS Shimano Enduro Tasmania – que acontece no próximo domingo, 31 de março.

Deixar uma resposta