Magnus Cort (Astana) venceu a quarta etapa do Paris-Nice, que permitiu ao polaco Michal Kwiatkowski (Sky) ascender à liderança da prova, desalojando o holandês Dylan Groenewegen (Jumbo-Visma).

Magnus Cort atacou a 400 metros da meta e concluiu em 5:03.49 horas a tirada entre Vichy e Pélussin, na extensão de 210,5 quilómetros, com sete segundos de vantagem sobre o belga Thomas de Gendt (Lotto Soudal) e 13 sobre o italiano Giulio Ciccone (Trek-Segafredo), segundo e terceiro classificados, respetivamente.

Kwiatkowski terminou na 10.ª posição, num grupo que chegou 48 segundos depois do vencedor, subindo à liderança da classificação geral, com cinco segundos de vantagem sobre o espanhol Luis León Sanchez, colega de Cort na Astana, e 10 sobre o belga Philippe Gilbert (Deceuninck-QuickStep).

Groenewegen, que tinha vencido as duas primeiras etapas, terminou no 130.º lugar, com 22.32 minutos de atraso, caindo da liderança para o 85.º posto, em contraponto com o português Amaro Antunes (CCC), que subiu da 102.ª para a 38.ª posição, a 11.14 do novo camisola amarela, depois de ter terminado em 29.º, 48 segundos depois do vencedor.

Hoje disputa-se a quinta das oito etapas do Paris-Nice, o único contrarrelógio individual da 77.ª edição da prova francesa, com partida e chegada em Barbentane, na extensão de 25,5 quilómetros.

Deixar uma resposta