Kate Courtney conquistou o quinto lugar em casa, em Snowshoe, atrás da vencedora Pauline Ferrand-Prévot o que lhe permitiu conquistar a primeira Taça do Mundo de XCO, com a lenda suíça, Nino Schurter, a conquistar o seu sétimo título masculino.

© Bartek Wolinski/Red Bull Content Pool

Foi uma luta taco a taco, entre a Courtney e a tetra campeã do mundo, Jolanda Neff, durante toda a temporada rumo à corrida final de 2019, no entanto, a ciclista suíça cedo ficou para trás, enquanto Courtney geriu o esforço, de forma a ficar com o grupo principal à vista.

Ferrand-Prévot entrou na corrida, após excelente exibição em Mont-Sainte-Anne, onde segurou Neff conseguindo o seu segundo ouro na carreira e parecia estar em ótima forma novamente, perseguindo a holandesa Anne Terpstra.

© Bartek Wolinski/Red Bull Content Pool

Ela fez uma ultrapassagem audaciosa na subida da última volta a Terpstra e garantiu a vitória dando quatro segundos de distância à britânica Annie Last, em terceiro lugar e Courtney cruzou a linha de meta em quinto, que lhe permitiu conquistar o título a apenas 30 pontos de Neff, que só conseguiu terminar em 11º.

© Bartek Wolinski/Red Bull Content Pool

Ferrand-Prévot, 27 anos, disse: “Na última volta eu estava 10 segundos atrás, mas nunca desisti e voltei. Não fui tão forte nas duas primeiras corridas, por isso, o terceiro lugar no ranking geral é um bom resultado. Nunca imaginei que o ano me corresse tão bem e tenho orgulho de mim mesma. “

© Bartek Wolinski/Red Bull Content Pool

Courtney, 23 anos, revelou: “Em qualquer corrida é possível cometer um grande erro e é preciso lutar por qualquer lugar. Hoje tive de correr o mais duro que consegui e esperar que fosse o suficiente. Esta vitória significa muito para mim”.

© Bartek Wolinski/Red Bull Content Pool

Depois do holandês Mathieu van der Poel ter decidido não disputar a última corrida masculina, esta acabou por ser uma mera formalidade para Nino Schurter na senda pelo sétimo título, pois começou forte antes de furar, para deixar o brasileiro Henrique Avancini na frente, sozinho e debaixo de altas temperaturas.

© Bartek Wolinski/Red Bull Content Pool

Avancini foi diminuindo o ritmo e Schurter voltou a entrar na corrida, estabelecendo um emocionante confronto com o seu compatriota Lars Forster, que lutou com uma lesão no joelho, para terminar a temporada em alta, conseguindo distanciar-se de Schurter, para a sua primeira vitória na Taça do Mundo, com o francês Maxime Marotte em terceiro.

© Bartek Wolinski/Red Bull Content Pool

Forster, 26 anos, acrescentou: “Senti ontem que hoje me ia acontecer algo de bom. Terminar com esta vitória é incrível. Consegui ir melhorando aos poucos, após o acidente em Albstadt”.

© Sven Martin

Schurter, 33 anos, que conquistou o oitavo título no Campeonato do Mundo, no fim de semana passado, no Canadá, estava muito entusiasmado: “Foi muito bom ver Lars a vencer. Ele mais do que mereceu após uma temporada difícil. Estou muito feliz por vencer a geral. Foi uma temporada insana, novamente. “

Classificações do UCI Mountain Bike World Cup XCO – Mulheres:

© Bartek Wolinski/Red Bull Content Pool

1. Kate Courtney USA 1772 points
2. Jolanda Neff SUI 1742
3. Pauline Ferrand-Prévot FRA 1575
4. Anne Terpstra NED 1480
5. Rebecca McConnell AUS 1217

Classificações do UCI Mountain Bike World Cup XCO – Homens:

© Bartek Wolinski/Red Bull Content Pool

1. Nino Schurter SUI 1995 points
2. Mathieu van der Poel NED 1649
3. Henrique Avancini BRA 1565
4. Mathias Flueckiger SUI 1348
5. Jordan Sarrou FRA 1097

Deixar uma resposta