O grupo britânico de produtos químicos INEOS anunciou hoje a compra da equipa de ciclismo Sky, cujo nome vai ser alterado no início de maio, na Volta a Yorkshire, pondo fim à procura de um novo patrocinador.

A INEOS, cujo dono é o homem mais rico do Reino Unido, Jim Ratcliffe, vai assumir o controlo da equipa na Volta a Yorkshire, depois de concluído um processo negociações que durou várias semanas com o anterior líder da Sky, Dave Brailsford, que procurava um novo patrocinador desde dezembro de 2018.

“A Sky e a 21st Century Fox acordaram hoje a venda da Team Sky à INEOS, que se torna a única dona da Tour Racing Limited [empresa que detém a equipa] a partir de 01 de maio”, indica um comunicado divulgado pela própria formação.

O ‘gigante’ da área dos produtos químicos garantiu que os compromissos com os corredores, equipa técnica e parceiros “serão honrados” e que o financiamento “irá continuar sem reduções”.

Citado em comunicado, Ratcliffe destacou a “crescente popularidade do ciclismo” e os efeitos positivos na saúde da prática da modalidade, ajudando a combater “os efeitos da poluição em ambientes citadinos”.

A Sky foi lançada em janeiro de 2010, conseguindo desde então 327 vitórias, com destaque para os triunfos nas ‘grandes Voltas’, em particular na Volta a França, com Bradley Wiggins, primeiro, e depois com os atuais corredores Chris Froome e Geraint Thomas, num total cinco edições do Tour, o último em 2018, vencido por Thomas.

O grupo INEOS, a maior empresa detida por privados no Reino Unido, comprou o clube de futebol suíço Lausanne em 2017, investindo ainda na equipa de iate de Ben Aislie, que compete na Taça América.

Deixar uma resposta