De 25 a 28 de julho com Melgaço, Guimarães e Vieira do Minho a assumirem um papel de destaque no desenrolar do Grande Prémio do Minho.

Grande Prémio do Minho vai para a estrada de 25 a 28 de julhoCerca de centena e meia de ciclistas, em representação de 24 equipas, 17 portuguesas, uma belga, uma colombiana e cinco espanholas, rumam à estrada a partir da próxima quinta-feira, dia 25 de julho, para a 31ª edição do Grande Prémio do Minho. A competição arranca em Melgaço com um contrarrelógio por equipas, pelas 16h00, na Praça da República.

O Grande Prémio do Minho, destinado ao escalão de juniores e organizado pela Associação de Ciclismo do Minho, em colaboração com a Federação Portuguesa de Ciclismo, prolonga-se até domingo, dia 28 de julho, com Melgaço, Guimarães e Vieira do Minho a assumirem um papel de destaque no desenrolar da competição.

A primeira etapa terá início no centro da cidade de Guimarães e terminará em Santo Antonino, na freguesia vimaranense de Mesão Frio. Vieira do Minho acolhe a partida e chegada da segunda etapa. No último dia, o pelotão rumará até Melgaço, o Destino de Natureza Mais Radical de Portugal, nomeadamente a Castro Laboreiro.

Durante os 278,6 kms da prova estarão em disputa diversas contagens de montanha e metas volantes, assim como as classificações gerais individual por tempos (Camisola Amarela: Discover Melgaço), por pontos (Camisola Verde: Score Tech), da Montanha (Camisola Azul: Arrecadações da Quintã), do melhor júnior de primeiro (Camisola Laranja: Cision), do melhor atleta da Associação de Ciclismo do Minho (Camisola Branca: Universidade do Minho) e por equipas.

A montanha será um fator decisivo na definição dos vencedores do 31º Grande Prémio do Minho, estando previstas oito contagens de montanha, mas as metas volantes, num total de sete, constituirão certamente um fator que aumentará a competitividade até ao último momento.

Grande Prémio do Minho vai para a estrada de 25 a 28 de julhoRecorde-se que no ano passado Vieira do Minho consagrou João Macedo (Sicasal/Liberty Seguros/Bombarralense) como o grande vencedor da 30ª edição do Grande Prémio do Minho. João Macedo conquistou a camisola amarela (CJR – Cândido José Rodrigues) e a laranja (Cision), enquanto João Afonso (Centro Ciclista Barcelos A.F.F/Orbea/Onda) a camisola verde (Controlsafe), Pedro Andrade (Vito/Feirense/Blackjack) a azul (Arrecadações da Quintã) e Pedro Silva (Seissa|KTM-Bikeseven|Matias&Araújo|Frulact) a branca (Universidade do Minho).

Resumo das etapas do Grande Prémio do Minho 2019:

Prólogo (CRE) – quinta-feira, 25 de julho

Melgaço > Melgaço – 6,4 kms
Partida: 16h00 (1ª equipa) – Praça da República (Melgaço)
Chegada: 16h10 (1ª equipa) – Rua Dr. Afonso Costa (Melgaço)

1ª etapa – sexta-feira, 26 de julho

Guimarães > Santo Antonino (Mesão Frio) – 69,6 kms
Partida: 13h30 – Largo da Mumadona (Guimarães)
Chegada: 15h24 – Santo Antonino (Mesão Frio – Guimarães)

2ª etapa – sábado, 27 de julho

Vieira do Minho > Vieira do Minho – 97 kms
Partida: 13h00 – Avenida Barjona de Freitas (Vieira do Minho)
Chegada: 15h33 – Avenida Barjona de Freitas (Vieira do Minho)

3ª etapa – domingo, 28 de julho

Melgaço > Castro Laboreiro (Melgaço) – 105,6 kms
Partida: 12h10 – Avenida da Inês Negra (junto à Câmara Municipal de Melgaço)
Chegada: 15h01 – Castro Laboreiro (Melgaço)

O Grande Prémio do Minho, cuja primeira edição remonta a 1977, é o ponto alto de sucessivas épocas desportivas levadas às estradas da região pela Associação de Ciclismo do Minho (ACM). É promovido sob a égide e cooperação com a UVP – Federação Portuguesa de Ciclismo.

Deixar uma resposta