A Fundação Euskadi apresentou os novos passos a dar em 2020, uma temporada que a dá um salto desportivo e continua firmemente com o projeto de transformação social, com as bicicletas e o desporto, como a sua melhor ferramenta.

Fundação Euskadi 2020A fundação de ciclismo continua comprometida em liderar um projeto desportivo, com o objetivo de promover e disseminar o ciclismo basco, além de avançar no sentido de devolver todo o apoio que recebeu da sociedade desde a sua criação.

Três décadas de trabalho de equipa, a vontade de se destacar e sacrificar ajudaram a reformular o modelo de trabalho da Fundação Euskadi, e este quer transformar-se num modelo de vida e estender-se à sociedade basca, um modelo que continuará a manter e a fortalecer o seu DNA, repleto de valores como trabalho, confiabilidade, compromisso, disciplina, ambição e respeito.

Projeto desportivo: Uma mudança de categoria

Fundação Euskadi 2020Desde que a nova estrutura de gestão da fundação assumiu o projeto, foi elaborado um percurso, com um objetivo muito ambicioso: Recuperar a posição que a equipa ocupava no passado e regressar à competição de alto nível.

Portanto, o passo em frente na categoria a Fundação Euskadi dá na temporada 2020, é um passo lógico dentro dos marcos do projeto, sendo que todos têm o objetivo de conquistar o coração dos fãs que torcem pelas equipas da fundação, nas estradas de todo o mundo, alcançando bons resultados e uma atitude combativa, dando o máximo em todas as corridas que participam.

Fundação Euskadi 2020Esta mudança para a nova categoria UCI é um passo fundamental para consolidar o projeto, enfatizando o seu compromisso com o ciclismo, com as suas bases, com a sociedade e o sonho de ter uma equipa basca a competir nos melhores eventos internacionais da modalidade, mas também fornecer à sociedade basca uma estrutura para garantir um ciclismo com as melhores condições possíveis, desde a base até ao ciclismo profissional.

Consistente com a filosofia do projeto de dar aos ciclistas a oportunidade de competir na categoria mais alta, o compromisso da Fundação Euskadi para 2020 é manter os 10 ciclistas da última temporada, promovendo um ciclista da equipa sub-23, contratando apenas novos ciclistas para melhorar a competitividade do conjunto e dar à equipa maior experiência.

A equipa definiu Itzulia (Volta ao País Basco) como o principal objetivo da temporada. A temporada tem início então no final deste mês em San Luis (Argentina) e no Mallorca Challenge, além de outras corridas. Mais tarde outras voltas, como Valência, Andaluzia, Múrcia ou Catalunha.

Fundação Euskadi 2020Além disso, ao longo da temporada, a equipa de 20 ciclistas competirá ao mesmo tempo em vários cenários. A equipa Pro Team será vista com frequência em países como França e Itália.

As equipas de base, sub-23 e femininas também foram apresentadas em San Mamés. As duas equipas querem manter o compromisso de oferecer apoio ao desenvolvimento das qualidades dos ciclistas que compõem as equipas, através de um calendário bastante abrangente.

Naturalmente, todas as competições em que estas equipas participem serão uma demonstração de dedicação, esforço e vontade de vencer, com o objetivo de demonstrar o mais alto nível possível sobre a bicicleta.

No que diz respeito às escolas, a Fundação Euskadi anunciou que continuará a apoiar as escolas mais fortes do território.

Projeto social mais forte

O outro eixo principal que sustenta o projeto Fundação Euskadi, o seu empreendimento social, quer ganhar impulso para devolver o apoio que recebeu da sociedade basca e atuar como um elemento transformador para os cidadãos bascos.

Durante esta temporada, a organização continuará a empreender diferentes iniciativas com entidades públicas e privadas para fortalecer o vínculo da Fundação com a população basca, inclui várias ações implementadas ao longo do ano passado, enquanto outras são projetadas e esperam ser lançadas a curto e médio prazo.

Por exemplo, o Txirrindu Festak, evento popular organizado em colaboração com diferentes concelhos da cidade, para promover o ciclismo em pequenos circuitos entre a população mais jovem. Este ano, foram realizados dois em Bilbao e mais um em Beasain, mas a Fundação quer adicionar outro, este ano, na cidade de Gasteiz.

A organização pretende apoiar projetos de solidariedade associados às bicicletas e à mobilidade urbana sustentável, como o que foi realizado durante a Semana de Mobilidade de Bilbao este ano. Palestras e atividades nas “ikastolas” (escolas bascas) e nos centros escolares também farão parte da agenda da organização, Fundação Euskadi para 2020, possibilitando a promoção da cultura do ciclismo.

Outro objetivo social do projeto é participar com o seu próprio stand no Parque de Natal das Crianças (PIN) de modo a promover o uso da bicicleta elétrica, graças à colaboração com a Câmara Municipal de Bilbao.

Por fim, outro marco de curto prazo que a administração deseja assumir é o Campus da Fundação Euskadi, voltado para jovens ciclistas que começam nas escolas e clubes de bicicleta do território.

Homenagem durante o evento

Durante a apresentação da Fundação Euskadi 2020, uma família de membros composta por um pai e os seus três filhos, como um ato simbólico de apoio aos mais de 1.500 membros do projeto. Jesús, o vice-presidente da Fundação Euskadi, deu à família Uriarte o reconhecimento de representar os valores do projeto

Novo suporte

O projeto Fundação Euskadi é possível graças à contribuição dos seus parceiros, mas também ao apoio de todas as pessoas e entidades que partilham a missão, os valores e os objetivos do projeto.

As instituições públicas também receberam reconhecimento, pois trabalham há muitos anos para promover o desporto e o ciclismo neste território, para que o número de eventos desportivos continue a crescer no nosso território ano após ano, incluindo eventos de primeira classe, como o La Vuelta a España.

Fundación Euskadi 2020 orbeaA Orbea e Etxeondo são dois exemplos, graças ao fornecimento de equipamentos e biciletas a todas as equipas do projeto. A cooperativa de crédito basca, LABORAL Kutxa, que se juntou ao projeto no ano passado, com uma clara vocação transformadora, estando no apoio de base e o mais recente apoio ao projeto, a DBA Bilbao Port.

“A DBA Bilbao Port quer fazer parte deste projeto do ponto de vista da sua responsabilidade social corporativa. Sentimo-nos refletidos com precisão em tudo o que a Fundação Euskadi representa. Compartilhamos e participamos da sua filosofia de trabalho em equipa, dos seus valores, proximidade, ambição e do seu olhar para o futuro, característico de pessoas desta terra. A Fundação é a expressão máxima da paixão que o povo deste país tem pelo ciclismo ”, afirma o CEO do grupo DBA Bilbao Port, Enrique Guzmán.

A pessoa que representa a cooperativa de crédito basca, Ander Toña, continuou no mesmo registo, afirmando que “este é um projeto muito especial para as pessoas que fazem parte do LABORAL KUTXA. Um projeto que excede o racional, agregando uma componente emocional e apaixonada de que tanto gostamos ”.

“Embora haja novos colaboradores, é mais importante manter a identidade da Fundação. As camisolas da primeira equipa, assim como as do Laboral Kutxa, são cada vez mais reconhecidas nas nossas corridas, por isso mantemos a mesma filosofia, disse Patxi Rodrigo, coordenador geral de outro colaborador principal do projeto, Etxeondo.

O responsável pelo marketing da Orbea, Ander Olariaga destacou durante a apresentação da nova geração de bicicletas Orca, que a equipa usará esta temporada. “A primeira Orca abriu uma nova era para a Orbea e agora a nova Orca abrirá uma nova porta. Uma porta que se abriu rumo a um tipo de ciclismo moderno, no qual queremos estar na liderança”, comentou Ander Olariaga.

Este slideshow necessita de JavaScript.

“O ciclismo moderno tem tudo a ver com estradas sinuosas, estradas de terra, asfalto com a superfície em más condições e também rampas impossíveis de escalar. É aqui que queremos oferecer vantagem, com a nova Orca OMX, a bicicleta mais avançada do pelotão. Para o fazermos, melhoramos a aerodinâmica, integrando componentes e ocultando fios. Também aumentamos o arco na forqueta e escoras, permitindo a montagem de pneus com largura até 32 mm, proporcionando maior controlo e conforto. Tudo isso de acordo com o peso mínimo definido pela UCI e a taxa de rigidez mais eficiente. E, é claro, com travões de disco ”, concluiu.

Fundação Euskadi

A Fundação Euskadi é uma referência no ciclismo basco desde 1993. Tem como objetivo promover, disseminar e desenvolver o ciclismo no país basco. Mikel Landa é o atual presidente. A base social é composta por mais de 1.500 parceiros e é graças à contribuição destas pessoas e entidades que é feito um grande trabalho de desenvolvimento do ciclismo na região, no qual atualmente estão incluídos mais de 300 ciclistas.

Acompanhe todas as novidades da Fundação Euskadi www.fundacioneuskadi.eus.

Deixar uma resposta