Um Mini Cape Epic, essa seria a melhor definição para a FNB Wines2Whales 2019 – Shiraz, um evento de 3 dias que parte das Vinhas de Louresford, perto de Cape Town, e termina na cidade de Onrus, na costa atlântica, não muito longe do extremo sul de África e conhecida pela concentração de baleias nas suas costas. Este é território do Cape Epic, onde todos os anos ocorrem várias etapas.

As etapas são mais curtas do que no Cape Epic, tornando-o mais acessível para todos, com uma média de 65 km e uma altitude de cerca de 1500 de acumulado. O tipo de terreno muda bastante, de arenoso para minério rochoso e com algumas secções enlameadas.

O percurso em si parece ter sido concebido como se fosse um Parque Temático, com subidas não muito longas e vários trilhos únicos diferentes, unidos em sequência uma após a outra, subindo ou descendo principalmente em single track, muito fluido e rápido, não muito técnico para que todos possam desfrutar, desde os melhores ciclistas até o iniciante no ciclismo de montanha.

O início da corrida é organizado em lotes de até 7 elementos, arrancando a partir das 7h e a cada 10 minutos, para que todos possam começar num grupo com um ritmo semelhante ao seu.

Quando vemos como tudo está organizado, pode-se dizer que quem está responsável por ele tem muita experiência; não é em vão a mesma organização do Cape Epic que está a tratar desta corrida, para que todos os pequenos detalhes sejam levados em consideração. Do kit inicial para atletas, com um belo jersey e até um casaco desportivo.

Uma das coisas mais importantes nas corridas de etapas é o conforto dos pilotos uma vez no acampamento e este, é de primeira classe neste evento. O pequeno almoço, o almoço e o jantar são servidos numa tenda de refeição, com espaço suficiente para todos os atletas e opções muito boas para cada refeição com qualidade premium.

Além disso, cada ciclista recebe uma pulseira contendo 3 vales para um hambúrguer a qualquer momento que quiser, numa das roulottes de comida da vila da FNB Wines2Whales, onde, além disso, podem encontrar bebidas e lanches.

Além da área habitual com puffs e bancos, há uma sala de atletas coberta, onde existem grandes almofadas, colchões, almofadas e cobertores, para que possam tirar dormir uma boa sesta após uma etapa cansativa.

Como as etapas não são muito longas e começam cedo, sempre existe tempo suficiente para aproveitar a estadia na cama de rede enquanto a sua bicicleta está a ser lavada pela organização e deixada no estacionamento pronta e lubrificada para o dia seguinte.

Além disso, como em todas as boas corridas por etapas, existe um serviço mecânico prestado, neste caso, pelos amigos da organização, Masquebici, que os ajudaram a resolver alguns problemas de última hora e são sempre uma garantia de sucesso.

“Para mim, pessoalmente, foi uma grande oportunidade, pois o meu parceiro nesta corrida foi o ex Pro e Lenda do BTT Antonio Ortiz, atualmente a pedalar pela BH Bikes o embaixador da marca, foi um verdadeiro prazer partilhar quilómetros e poder seguir na roda de alguém que tem participado da taça do mundo, algo que não se consegue fazer todos os dias”, refere Jorge Padrones.

Vídeo com os melhores momentos da FNB Wines2Whales 2019 – Shiraz:

A FNB Wines2Whales é sem dúvida uma alternativa boa e mais fácil ao Cape Epic e uma boa maneira de se adaptar ao terreno e ao tipo de etapas.

Talvez seja uma longa viagem para um evento de apenas três dias, portanto podemos adicionar à viagem uma visita a Cape Town, a um dos inúmeros parques de safari e visitar a maravilhosa costa onde podemos observar baleias; em qualquer caso, a viagem valerá a pena.

Mais informações em wines2whales.com.

Deixar uma resposta