Após as últimas informações recebidas pelas entidades competentes, a equipa profissional de ciclismo do Clube Desportivo Feirense encontra-se repleta de motivação para o que aponta ser a retoma das competições, em meados de Junho, num caminho com rumo à Volta a Portugal, a disputar-se de 29 de Julho a 9 de Agosto. O objectivo da Federação Portuguesa de Ciclismo passa por estender o calendário de competições até ao mês de Outubro.

Além da Volta a Portugal, outras competições manifestaram o desejo de manter as suas provas na estrada em 2020, nomeadamente a Clássica da Arrábida, a Clássica Aldeias do Xisto, o Grande Prémio Internacional de Torres Vedras / Troféu Joaquim Agostinho, o Grande Prémio Jornal de Notícias, o Grande Prémio O Jogo, a Volta a Portugal do Futuro, o Grande Prémio Azores e os Campeonatos Nacionais, havendo ainda outras organizações a analisar a forma de manterem e realizarem as suas provas nesta temporada.

PUB

Boas notícias chegam também do departamento médico, encabeçado pelo Dr. Alexandre Brandão, sendo de realçar a completa recuperação de Afonso Eulálio, que retomou os treinos sem qualquer limitação, depois de lesão contraída em Janeiro. Oscar Pelegrí tem ainda algumas limitações, derivadas da queda na Prova de Abertura, em Fevereiro, embora possa treinar sem limitações.

De momento, Jesus Arozamena é o único elemento indisponível, por se encontrar em processo de recuperação e reabilitação da fractura da tíbia esquerda, a 28 de Janeiro, encontrando-se no bom caminho para a total recuperação. Todos os restantes corredores treinam sem qualquer limitação.

Equipa Feirense Motivada Para A Possível Retoma Da Competição
© Helena Dias

Declarações do presidente do Clube Desportivo Feirense, Rodrigo Nunes:

Como está o Clube Desportivo Feirense a lidar com esta situação de pandemia, em particular a equipa de ciclismo?

“Estamos a lidar com a calma que nos exige, percebendo o problema que afecta o país, o mundo e a saúde de todos. Estamos na expectativa de, a qualquer momento, podermos retomar os treinos em todas as modalidades, sublinhando-se que no ciclismo cada atleta pode fazer o treino sem afectar a sua saúde e a saúde dos outros. As nossas instalações encontram-se todas fechadas e é evidente que não tem sido fácil assegurar que os atletas se mantenham motivados para o que aí vem, esperando sempre que seja uma boa época desportiva para todas as modalidades. Os treinadores têm acompanhado os treinos individuais de cada atleta através da internet, mas é evidente que numa organização com 1150 atletas não é tarefa fácil.”

Quais as expectativas da equipa FEIRENSE para a Volta a Portugal?

“Se a Volta a Portugal se realizar, será extraordinário para o Feirense, para os seus atletas e para a modalidade, pois é a prova rainha do ciclismo português. Se se concretizar, não sabemos como irão chegar os nossos adversários. O Feirense de certeza que irá entrar na Volta com a mesma ambição dos últimos dois anos e tendo sempre presente que é um dos clubes que já venceu uma edição, ou seja, temos a responsabilidade de continuar a levar o nome do Feirense o mais longe possível, homenagear e perpetuar aqueles que antes de nós conseguiram vencer uma Volta daquela envergadura. Os atletas estão motivados, não vão ter uma época tão intensa até chegar a Volta a Portugal e vamos ver o que vai dar sabendo que temos um ou outro corredor com ambição e possibilidade de lutar por uma possível vitória ou andarmos na luta até ao fim.”

Deixar uma resposta