EFAPEL mais competitiva no início da Alentejana

0
35

Equipa evolui de forma positiva com as competições

A equipa profissional de ciclismo EFAPEL mostrou-se mais forte na primeira etapa da Volta ao Alentej, fruto dos quilómetros já realizados em competição. A equipa teve em Daniel Mestre o seu melhor representante da formação de Ovar à chegada a Castelo de Vide, mas ainda ambicionou vencer a etapa que partiu de Portalegre depois de um ataque de Sérgio Paulinho já no derradeiro quilómetro do dia.

No dia que se afigurava o mais difícil da “Alentejana”, o pelotão constituído por centena e meia de ciclistas tinha pela frente uma etapa com 158 quilómetros totalmente discutida no Alto Alentejo. Cumpridos a primeira centena de quilómetros, o pelotão enfrentava a fase mais dura do dia, com quatro contagens de montanha – uma de segunda, duas de terceira e uma de quarta categoria.

Sempre com vários ciclistas entre os melhores, a EFAPEL procurou a sua oportunidade através de Sérgio Paulinho. O corredor da equipa foi um dos que passou as dificuldades sempre na frente e no derradeiro quilómetro, sempre em ascensão, tentou a sua sorte e atacou. Viria a ser apanhado mas deixou sinais muito positivos. Na meta, Daniel Mestre foi o melhor, ao terminar em 18º lugar.

“Tínhamos definido trabalhar para colocar o Daniel Mestre o melhor possível, embora saibamos que ainda não estamos nas nossas melhores faculdades. Em termos de conjunto, fizemos uma boa corrida. A etapa foi bastante selectiva na parte final e acreditamos que se não fosse uma super Movistar, que fez um excelente trabalho de perseguição, o Sérgio tinha a possibilidade de vencer com um ataque feito já no último quilómetro”, afirmou o director desportivo da EFAPEL, Américo Silva.

O responsável da formação de Ovar faz um balanço positivo deste primeiro dia e está optimista porque se nota que “a equipa melhora de dia para dia, de corrida para corrida”, disse.

Cumprido o primeiro dia de prova, a Volta ao Alentejo mantém-se no Alto Alentejo mas por pouco tempo. Com partida na Vila de Monforte marcada para as 11h50, o pelotão ruma a sul. São 171 quilómetros até Portel com uma montanha de quarta categoria em Monsaraz e três metas volantes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva o seu comentário
Escreva o seu nome