Ecovia 9 – O Baixo Mondego e a cidade dos estudantes

721
Estrada de reduzido tráfego automóvel a poucos quilómetros da Figueira-da-Foz

A Ecovia 9, que um dia permitirá viajar em bicicleta desde a foz até à nascente do Rio Mondego em pleno Parque Natural da Serra da Estrela, tem já identificada uma secção que percorre as cotas baixas e leito de cheia deste que é o mais longo rio exclusivamente português. Dos extensos arrozais e milharais, junto a Montemor-o-Velho, à Mata Nacional do Choupal nas portas de Coimbra este é um passeio que permite aos viajantes em bicicleta horas de pedaladas rodeados de natureza e de terras de cultivo, descobrindo a história local. E saboreá-la também!

Localização da secção 9.1, enquadrada no Mapa Geral da Rede Nacional de Cicloturismo

Este passeio inicia-se bem no centro da Figueira-da-Foz, a cidade cuja praia tem uma longa tradição enquanto destino de veraneio. Depois de passarmos a estação de comboios pedalamos alguns quilómetros misturados com o tráfego automóvel, virando de seguida para uma estrada de acesso às extensas zonas de cultivo desta região. Passamos ao largo da central eléctrica de ciclo combinado e logo de seguida por baixo do ramal ferroviário que linha às Linhas do Norte e do Oeste. Avistamos as extensas zonas lodosas desta região pedalando em seguida ao lado de um dos muitos canais criados pelo homem para regadio e principalmente para controle de cheias, tão típicas no Estuário do Mondego. Chegamos rapidamente à Ereira, uma pacata aldeia com uma agradável praia fluvial.

Praia fluvial da Ereira

Se o tempo assim o permitir, vá a banhos e reforce energeticamente num dos cafés da aldeia.

Segue-se o primeiro estradão em macadame, a caminho de Montemor-o-Velho, ladeado por extensos milharais.

Estradão agrícola de acesso a Montemor-o-Velho.

Nesta vila não pode perder uma visita ao castelo e apreciar do alto a vastidão destas terras.

Castelo de Montemor-o-Velho.

Seguimos viagem, desta vez pelo interior do Centro Náutico. Por aqui o treinador observa e incentiva os seus alunos de canoagem montado numa bicicleta, enquanto os acompanha ao longo dos 2 km de extensão deste centro construído num dos braços de água do Mondego.

Centro Náutico de Montemor-o-Velho.

Avançamos e logo à saída do Centro Náutico deparamo-nos com extensos campos de cultivo de arroz. Somos, de acordo com as estatísticas, o povo europeu que mais arroz consome todos os anos e o quarto maior produtor no espaço da U.E.

Estradão em macadame, à saída do Centro Náutico, ladeado por arrozais.

Seguimos agora um pouco para norte, para visitar uma das mais conhecidas aldeias desta zona, famosa pela sua doçaria conventual: Tentúgal. Como é obvio, aqui é um bom sítio para parar um pouco e degustar os mais famosos pastéis de Portugal, a seguir aos de bacalhau claro! Visite também o Convento de Nossa Senhora do Carmo, uma construção que remonta ao séc. XVI.

Convento de Nossa Senhora do Carmo, Tentúgal.

De Tentúgal saímos para nascente, continuando a avistar extensas áreas de arrozais alternadas aqui e ali por milharais. E é a caminho do Choupal, a espaço verde preferido dos conimbricenses, que avistamos alguns dos mais sui géneris condomínios de habitação: torres de transporte de electricidade carregadas até ao topo com ninhos de cegonha.

Condomínio privado de cegonhas em torre da REN.

Avançamos Choupal adentro, arregalando os olhos que tanta diversidade de espécies arbóreas e diferentes tons de verde.

Mata Nacional do Choupal, Coimbra.

Chegamos por fim a Coimbra, terra dos estudantes e da saudade.

Coimbra vista da margem poente do Rio Mondego.

Termina aqui a sugestão para umas horas de pedaladas bem passadas, enquanto descobre o muito que esta região tem para oferecer a quem a visita em modo slow travel.

Nota importante:

Tanto a cidade da Figueira-da-Foz como Coimbra são servidas por transportes ferroviários. O Ramal de Alfarelos (Figueira-da-Foz) faz ligação com as Linhas do Norte e do Oeste. Desta forma pode planear um fim-de-semana a pedal pela secção 9.1, deslocando-se com a sua bicicleta em comboios CP de qualquer parte do país que tenha serviço de comboios de passageiros. Em todas estas linhas o transporte de bicicletas é permitido sem que as tenha de desmontar.

Promoção de fim de ano
30% OFF – Road Book 2017

Por ser nosso leitor, oferecemos-lhe um desconto de 30% na aquisição do Road Book 2017 onde poderá encontrar mapas detalhados, informação técnica e turística bem como os tracks GPS em formatos GPX e KML de todas as rotas já identificadas da Rede Nacional de Cicloturismo.

Para usufruir do desconto na aquisição do Road Book, vá a https://sellfy.com/p/VQrC/ e utilize o promo code abaixo.

Promo Code: ecoviasBTTlobo2017

Boas pedaladas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva o seu comentário
Escreva o seu nome