É necessária uma aldeia para Rachel Atherton

143

Há alguns anos, Rachel Atherton mudou-se para a pequena localidade galesa de Machynlleth.

Apaixonou-se pela terra e pelas suas gentes e, de imediato, venceu por duas vezes consecutivas o campeonato do mundo de downhill.

“Não creio ser uma coincidência que depois de me mudar para aqui tenha tido as duas melhores épocas de sempre da minha carreira. Julgo que foi pela sensação de felicidade e por saber que tinha uma comunidade que me apoiava”, diz ela.

“E pedalar por caminhos tortuosos”

Enquanto esta terra e as suas gentes deram algo de bom à Rachel, o seu sucesso nos palcos mundiais devolveu algo ao vale de Dyfi na forma de mais e mais mulheres a descerem os seus trilhos.

O seu irmão, Dan, reflete sobre o impacto causado pela Rachel: “Ter a Rach na região inspirou muitas raparigas a saírem para pedalar. Há cada vez mais mulheres a andar de bicicleta e isso deve-se muito a ela.”

Tal como explica a Rachel, “Dyfi é simplesmente melhor com bicicletas. Oferece às pessoas uma razão para contactarem umas com as outras. Puxa as pessoas das diversas facetas das suas vidas para uma atividade em conjunto.” E se há alguma coisa que este mundo precisa atualmente é exatamente aquilo Dyfi descobriu.

Rachel acredita que o seu novo lar contribuiu para estas vitórias, pois encontrou apoio e inspiração no seio da comunidade.

É a prova de que, por vezes, o onde estás é tão importante como o para onde vais.

Deixar uma resposta