Declaração da UCI relativa às bicicletas eletricas de Mountain Bike

11365

A Union Cycliste Internationale (UCI) pretende deixar claro que as E mountain bike (bicicleta de montanha eletricamente assistida) é uma das disciplinas sob os seus auspícios.

A E-mountain bike está firmemente ligada à família de ciclismo: numerosas marcas de bicicletas, bem conhecidas de todos, produzem bicicletas usadas por entusiastas desta especialidade, e várias Federações Nacionais associadas à UCI já organizaram Campeonatos Nacionais da disciplina, vencidos por especialistas de cross country Olímpico em mountain bike (XCO), como o bicampeão olímpico de França e cinco vezes campeão mundial da UCI, Julien Absalon.

PUB

Para incentivar o desenvolvimento desta atividade popular entre os ciclistas de todos os níveis, a UCI integrou o E-mountain bike no seu Regulamento (Parte IV: Mountain bike events) em 1º de janeiro de 2019 e agendou a edição 2019 do Campeonato Mundial de Mountain Bike da UCI para Mont Sainte-Anne (Canadá), que organizará a primeira edição desta competição em agosto, como parte do Campeonato Mundial de Mountain Bike UCI apresentado pela Mercedes-Benz. Os eventos, vários deles agrupados sob a designação WES E-Bike Series, foram registados no calendário internacional UCI Mountain Bike em 2019, e uma Taça do Mundo UCI e Campeonatos Continentais, serão organizados a partir de 2020.

À luz do forte desenvolvimento da disciplina, a UCI ficou muito surpreendida e ao mesmo tempo desapontada com o anúncio feito pela Federação Internacional de Motociclismo (FIM) sobre a organização de uma Taça do Mundo FIM E-Bike Enduro em França 1-2 de junho, sem qualquer base regulatória.

A UCI já tinha notificado a FIM, em setembro de 2017, que considerava que os eventos de E mountain bike estariam exclusivamente sob sua jurisdição e que os respetivos papéis das duas Federações Internacionais (UCI e FIM) eram claros e não seriam questionados.

O Regulamento da UCI, aprovado pelo seu Comité de Gestão em setembro de 2018, estipula que o motor elétrico da bicicleta de montanha não deve exceder 250 watts e que a assistência de pedalada é permitida até uma velocidade máxima de 25 km / h. Esta definição corresponde à regulamentação europeia aplicável (EN-15194), que dá uma definição inequívoca de um “ciclo de pedal com assistência de pedal” (ciclo equipado com um motor eléctrico auxiliar com uma potência nominal contínua máxima inferior ou igual a 250 W, onde a saída do motor é cortada quando o ciclista para de pedalar e é de outro modo reduzida progressivamente e finalmente cortada antes que a velocidade do veículo atinja os 25 km / h).

A UCI deseja anunciar que eventos em domínios sob sua jurisdição exclusiva registados no calendário da FIM ou das suas Federações associadas, serão considerados “eventos banidos”, de acordo com seu Regulamento. Consequentemente, qualquer ciclista licenciado pela UCI que participe num desses eventos poderá arriscar medidas disciplinares.

Acerca deste assunto, o Presidente da UCI, David Lappartient, declarou: “Estou muito satisfeito com o boom atual pelas E-mountain bike, uma especialidade que permite que um novo público pratique mountain bike – uma disciplina exigente – e que também seja apreciado por ciclistas de alto nível. A UCI pretende desenvolver esta atividade que, como outras formas de ciclismo, está sob sua exclusiva jurisdição ”.

Enquanto isso, o bicampeão olímpico e cinco vezes campeão mundial da UCI, Julien Absalon, declarou: “A mountain bike eletricamente assistida é um novo desafio para mim. Ganhei o primeiro Campeonato Francês e mal posso esperar pelo Campeonato Mundial da UCI em Mont-Saint-Anne em setembro. Daqui a dez anos, poderei dizer: “Eu estava lá!” A mountain bike eletricamente assistida é uma extensão do torneio olímpico de cross country. É bom que entidades como a UCI levem novas práticas a sério. Os fabricantes, atletas e o público estarão lá. A bicicleta elétrica é um fenómeno social que contribui para o desenvolvimento do nosso desporto. É ótimo que também seja reconhecido ao mais alto nível.”

Francesco Di Biase, organizador da WES E-Bike Series, disse: “Nós juntamo-nos ao calendário internacional da UCI Mountain Bike pela primeira vez nesta temporada com várias rondas. Esperamos uma participação alargada de atletas internacionais de alto nível. Estamos muito orgulhosos desse reconhecimento dos órgãos internacionais e pretendemos continuar a trabalhar, de mãos dadas com a UCI, para o desenvolvimento do mountain bike com assistência elétrica”.

6 COMENTÁRIOS

  1. Acho estranho este conceito… serão bicicletas ou motocicletas elétricas com pedal giratório? Ao meu ver é o equivalente a colocar hélices nos esportes de remo (motor elétrico acionando os remos ou as hélices, porventura), por exemplo. Assim vamos “mecanizando” tudo, até começarmos a ver somente “robôs” participando.

  2. Paulo,

    Então lhe pergunto, qual a finalidade dos ciclistas “puritanos” investirem rios de dinheiro para deixar sua bicicleta mais leve e com o melhor sistema de câmbio? Se a intenção é pedalar e fazer força somente, então porque não compram uma barra forte?
    Vou lhe falar porque:
    Porque quem ter a melhor performance e o menor esforço para conseguirem isto.

  3. Uma disciplina a parte pratica quem quer ou quem pode, eu de momento enquanto tiver pernas não, depois logo se vê, mas e sempre bom dar um passeio na natureza sem poluir

  4. Acho que as bicicletas elétricas deveriam ficar sob o domínio da FIM. A UCI mau consegue gerir o ciclismo normal. Tudo que leve um motor. Já não é ciclismo…, eu por acaso gostos das biles elétricas, mas prefiro não não seja a uci a estar metido no meio disto..

  5. Minha opinião é o seguinte nada contra bike elétrica so acho que é prós fracos , a sensação de pedalar e fazer força na pernas é um prazer e o original da coisa, pra mim não serve a bateria dura pouco

  6. Tem motor? Então não é uma bicicleta, SIMPLES!!!!
    Não interessa se pedalas ou calcas num botão.
    Que mau exemplo para as novas gerações, não te esforces, compra um motor!
    Não gostas do desporto? Adapta-o até ele ser fácil!!
    Vergonha!!!!!!!!!

Deixar uma resposta