A Equipa Continental UCI Miranda-Mortágua iniciou hoje a sua participação na Volta ao Algarve.

A competição abriu com uma ligação de 199,1 kms entre Portimão e Lagos que foi discutida ao sprint e ganha por Fabio Jakobsen (Deceuninck – Quick Step), após um final atribulado com uma queda coletiva dentro dos últimos 5kms.

PUB

Daniel Freitas, muito bem colocado nesse momento passou no restrito grupo da frente e terminou na 30ª posição, sendo assim o melhor português na etapa.

Início de corrida animado por uma fuga de 5 elementos mas a quem o pelotão não permitiu uma vantagem de mais de 4 minutos. Fuga este que viria a ser alcançada na passagem pela montanha de Nave, onde a partir desse momento o pelotão não permitiu grande margem para quem se tentava adiantar.

Previa-se uma chegada ao sprint a Lagos, aproximação muito rápida onde a cerca de 5 quilómetros da meta uma queda coletiva deitou ao chão cerca de 50 ciclistas e partiu completamente o grupo. Daniel Freitas, que estava muito bem colocado, conseguiu “salvar-se” e passou no restrito lote de ciclistas que não foram afetados pela queda. No final, e após uma recuperação, num sprint muito lançado, Daniel Freitas terminou na 30ª posição e foi o melhor português na etapa.

Daniel Freitas no final afirmava que “estava bem colocado na aproximação à chegada porque sabia que a velocidade ia ser muita. A queda foi precisamente ao meu lado, conseguir passar, e no final já não eram muitas as forças para sprintar mas é sempre bom o registo de ter sido o melhor português, muito motivador.”.

Os restantes ciclistas acabaram por ser afetados pelos muitos cortes que se fizeram sentir no pelotão após a queda, mas deram o seu máximo até à linha de meta.

No final, a equipa finalizou na 12ª posição coletiva, sendo igualmente a melhor formação
portuguesa na etapa.

A Volta ao Algarve chega, nesta quinta-feira, a um dos momentos fulcrais, a tirada com final no alto da Fóia, Monchique, ao fim de 187,4 quilómetros, a percorrer desde Almodôvar, de onde a caravana parte às 12h10.

A chegada, coincidente com um prémio de montanha de primeira categoria, está marcada para as 17h00.

Classificação Etapa
Portimão – Lagos, 199,1 km

1.º Fabio Jakobsen (Deceuninck – Quick Step), 4h52m59s
30.º Daniel Freitas (Miranda-Mortágua), a 22s
69.º Ivo Pinheiro (Miranda-Mortágua) a 1m35s
85.º Hugo Sancho (Miranda-Mortágua) mt
88.º Jesús Nanclares (Miranda-Mortágua) a 1m44s
103.º Gaspar Gonçalves (Miranda-Mortágua) a 1m54s
105.º Sergio Vega (Miranda-Mortágua) mt
123.º Tiago Leal (Miranda-Mortágua), a 4m11s

Classificação por Equipas
1.º Lotto Soudal, 14h38m57s
12.º Miranda-Mortágua, a 3m32s

Deixar uma resposta