Congresso UEC | Cooperação reforçada entre ciclismo de Portugal e de Espanha

30

A Federação Portuguesa de Ciclismo (FPC) e a Real Federação Espanhola de Ciclismo (RFEC) assinaram, neste domingo, um protocolo de cooperação entre as duas entidades, que reforça a interligação já estabelecida pelo convénio anteriormente firmado.

Os presidentes da FPC, Delmino Pereira, e da RFEC, José López Cerrón, aproveitaram a presença em Roma, na Assembleia Geral da União Europeia de Ciclismo (UEC), realizada em conjunto com a Confederação Africana de Ciclismo (CAC), para assinar o documento que reforça a cooperação entre as duas principais instituições do ciclismo ibérico.

PUB

Delmino Pereira e José López Cerrón chegaram a acordo em matérias estratégicas para o desenvolvimento da modalidade em Portugal e em Espanha. Neste aspeto, destaca-se o compromisso de cooperação ao nível da calendarização das provas, tendo em conta as necessidades de ambos os países.

Merece também destaque a iniciativa de padronizar os processos de admissão aos cursos de formação de treinadores e de comissários.

Tendo em conta as recentes alterações ao número de corredores por equipa nas provas de estrada, a FPC e a RFEC acordaram que, nas provas nacionais portuguesas e espanholas, poderão participar equipas continentais de ambos os países, não sendo consideradas estrangeiras. Esta medida carece do acordo da União Ciclista Internacional, já que o regulamento de estrada estabelece que nas provas nacionais apenas podem participar equipas continentais do país em que se disputa essa corrida.

O acordo de cooperação torna também clara a permissão de filiados dos dois países participarem em eventos de competição ou de ciclismo para todos do outro lado da fronteira, sem necessidade de apresentar declarações específicas de autorização.

O acordo entre as duas federações foi celebrado na presença do presidente da UEC, Rocco Cattaneo.

Deixar uma resposta