Cannondale RZ One Twenty 3

827

 Cannondale RZ One Twenty, com 120 mm de curso na traseira, a RZ é uma legítima trail bike, excelente para trilhas técnicas, um all-mountain médio e, porque não dizer, trilhos com areia e estrada – embora, naturalmente, para uso exclusivo em estradão uma HT mais leve fosse o indicado.


A rigidez do seu quadro é destaque em todos os reviews, traduzindo-se em agilidade e transmissão de potência em trilhas técnicas. A sua geometria joga o peso do ciclista para o guidon, o que a torna boa de subir e pedalar em pé. A bike desce muito bem, também, auxiliada pelo bom curso de 120 mm e pela baixa torção do quadro. 

A RZ é uma concorrente direta da Specialized Camber, com características muito similares, como o curso de 120 mm na traseira, o garfo (Recon Silver TK Solo Air 120). Nas especificações técnicas a Camber ganha no shock traseiro (RS Ario RL com trava, contra X Fusion O2 RL com trava na RZ) e nos aros DT Swiss contra os Maddux da RZ, mas perde em vir só com 27V ao invés das 30V da RZ. O mix SLX/Alivio da Camber se equivale ao X5 da RZ, mas, na minha opinião, ambas as bikes mereceriam um andamento melhor (todo SLX na Camber, X7 na RZ). Upgrades à vista, nas duas, pois embora o sistema funcione decentemente, com o uso as exigências tendem a crescer. 

Falando em up, o headtube de 1.5″ da RZ permite um up para uma Lefty sem nenhuma complicação, o que tornaria a bike, realmente, muito diferenciada.

A RZ continua ganhando da Camber nos raios (DT Swiss Champion contra inox genéricos na Camber) e nos freios (Avid Elixir na RZ contra Tektro Draco na Camber)

Ambas são bikes full intermediárias, e por isso não são tão leves. Se você tem um compromisso com o peso pode fazer alguns ups – de garfo, principalmente, já que a Recon Silver TK não é exatamente um garfo leve – e de grupo – um XT tiraria um peso razoável. Na Camber cabe também a troca de pneus, já que os The Captain originais pesam mais de 700 g cada – os Schwalbe Rapid Rob, 2.25″ da RZ são mais leves. Porém, para o que se propõem e na faixa de preço das mesmas – entre 6 e 7 mil – são bikes imbatíveis.

Se o orçamento não estiver apertado, ambas dispõem de modelos com componentes mais tops – A RZ One Twenty 2 e a Camber Elite, mas o preço sobe na mesma proporção. O modelo XLR é o top da linha RZ.

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva o seu comentário
Escreva o seu nome