Campeonatos do Mundo de Ciclismo de Estrada estão de regresso ao Eurosport

88

O Eurosport transmite os Campeonatos do Mundo de Ciclismo de Estrada entre os dias 17 e 24 de setembro. A cidade de Bergen, na Noruega, é o palco desta competição anual que atribuí os títulos do Mundo de Fundo e de Contrarrelógio. O único português a conseguir a proeza de envergar a camisola arco-íris, símbolo de campeão, foi Rui Costa, em 2013, na competição de Fundo.

O corredor da UAE Emirates junta-se na seleção nacional aos companheiros José Gonçalves (Katusha Alpecin), Nélson Oliveira (Movistar), Ricardo Vilela (Manzana Postobón), Rúben Guerreiro (Trek-Segafredo) e Tiago Machado (Katusha Alpecin). Todos competem na prova de Fundo, de 276,5 quilómetros, que se realiza no derradeiro dia. Antes, no dia 20, tanto o Rui Costa como Nélson Oliveira vão competir no Contrarrelógio individual.

Portugal também vai marcar presença nas provas de sub-23. André Carvalho (Cipollini Iseo Serrature Rime), Francisco Campos (Miranda/Mortágua), Ivo Oliveira (Axeon Hagens Berman) e José Neves (Liberty Seguros/Carglass) vão estar na de Fundo (191 quilómetros no dia 22). Oliveira fará o Contrarrelógio no dia 18.

Em juniores, correm Afonso Silva (Sporting/Tavira/Formação Eng. Birto da Mana), Pedro José Lopes (Alcobaça CC/Crédito Agrícola) e Pedro Miguel Lopes (Seissa/KTM Bikeseven/Matias & Araújo/Frulact). Maria Marins (Bairrada) será a representante lusa na prova de Fundo para juniores femininas.

Os Mundiais de Ciclismo de Estrada podem ser acompanhados no Eurosport com comentários Luís Piçarra, Paulo Martins, Olivier Bonamici e Gonçalo Moreira.

Mundiais de 2016

No ano passado, o eslovaco Peter Sagan triunfou na prova de Fundo sagrando-se bicampeão enquanto o alemão Tony Martin foi o mais veloz no Contrarrelógio garantindo o seu quarto título mundial da especialidade na carreira. Igualou o registo do suíço Fabian Cancellara. A Etixx-Quick-Step triunfou no Contrarrelógio por equipas.

Nas senhoras, a dinamarquesa Amalie Dideriksen conquistou o ouro na prova de Fundo enquanto a norte-americana Amber Neben garantiu igual medalha, mas em Contrarrelógio.

Mundiais regressam ao Eurosport

O Eurosport assinou um novo acordo com a Union Cycliste Internationale (UCI) e a European Broadcasting Union (EBU) válido por quatro anos e que reforça a posição do canal desportivo como a Casa do Ciclismo.

Deste modo, o Eurosport garante a transmissão dos principais eventos da UCI de forma exclusiva em 36 países e territórios da Europa, entre 2017 e 2020, em diferentes disciplinas incluindo os Mundiais de Ciclismo de Estrada, Ciclismo de Pista e Ciclo-cross. É o regresso das melhores provas ao canal depois de quatro anos de ausência.

O Eurosport é o canal de eleição dos fãs de ciclismo. Oferece aos seus telespetadores as Três Grandes Voltas (Giro d’Italia, Tour de France e Vuelta a España), os cinco Monumentos, clássicas e outras provas de grande qualidade. No total são mais de 200 dias de emissão no ano e um total de 2500 horas de ciclismo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva o seu comentário
Escreva o seu nome