João Almeida (Hagens Berman Axeon) ganhou, em Melgaço, a prova de fundo para sub-23 dos Campeonatos Nacionais de Estrada.

João Almeida (Hagens Berman Axeon) ganhou, em Melgaço, a prova de fundo para sub-23 dos Campeonatos Nacionais de EstradaO caldense esteve em fuga mais de cem dos 143,2 quilómetros da corrida para conquistar o segundo título em dois dias, depois de ontem vencer a prova de contrarrelógio.

A prova começou a definir-se com menos de 20 quilómetros percorridos, quando sete corredores atacaram a passaram a rolar destacados. A ofensiva pertenceu a Gonçalo Leaça (LA Alumínios-LA Sport), Ivo Pinheiro (Miranda-Mortágua), Hélder Gonçalves e Fábio Costa (UD Oliveirense-InOutBuild), Francisco Guerreiro e Marcelo Salvador (Sicasal/Constantinos).

Os fugitivos rapidamente conquistaram mais de dois minutos de vantagem sobre o pelotão, onde soaram as campainhas de alarme. A mais cem quilómetros da chegada, na aproximação à segunda passagem pela meta, João Almeida movimentou-se e conseguiu fazer a “ponte” para a frente da corrida.

Num circuito muito exigente, com as inclinações a serem complementadas pelo calor, o grupo da frente desintegrou-se. A cerca de 30 quilómetros da meta, João Almeida e Fábio Costa ficaram sozinhos na dianteira, enquanto no pelotão se sucediam movimentações para tentar alcançar o duo.

João Almeida (Hagens Berman Axeon) ganhou, em Melgaço, a prova de fundo para sub-23 dos Campeonatos Nacionais de EstradaOs perseguidores aproximaram-se perigosamente, mas João Almeida e Fábio Costa entenderam-se para discutirem o título a dois. Na dura subida do quilómetro final, João Almeida atacou para triunfar em solitário, ao cabo de 3h41m32s de corrida. Fábio Costa, único dos integrantes da primeira fuga que resistiu até final conseguiu o segundo lugar, a 11 segundos. O terceiro classificado, a 36 segundos, foi João Leite (Vito-Feirense-PNB).

“Senti-me muito bem desde o início. Não tenho medo de arriscar e arrisquei. Penso que fiz um bom trabalho. Nem sempre as coisas correm como queremos, mas foi perfeito. Decidi arriscar naquela altura, porque sabia que os adversários não estavam a contar e que, chegando à frente, tinha margem para descansar um pouco”, explicou João Almeida.

O programa dos Campeonatos Nacionais de Estrada termina neste domingo, com a prova-rainha da competição, a corrida de fundo para elite. Será uma maratona de 197 quilómetros, com partida em Castro Laboreiro, às 11h00, e chegada prevista, ao centro de Melgaço, às 16h15, na oitava passagem pela meta.

Deixar uma resposta