O australiano Caleb Ewan (Lotto-Soudal) venceu a oitava etapa do Giro d’Italia, entre Tororeto Lido e Pesaro, com o italiano Valerio Conti (UAE-Emirates) a manter a liderança.

Depois de algumas tentativas de fuga, durante os 239 quilómetros da etapa, a vitória foi discutida ao ‘sprint’, com Caleb Ewan a ser mais rápido e a bater o italiano Elia Viviani (Deceuninck-QuickStep), que fez segundo, e o alemão Pascal Ackermann (BORA-hansgrohe), que já venceu duas etapas no Giro deste ano, terceiro.

O australiano mostrou-se satisfeito com a vitória, a primeira da sua equipa nesta edição da prova, e elogiou o trabalho dos seus companheiros ao longo da etapa.

“Foi a determinação e a ajuda dos meus companheiros que me levou à vitória. Estávamos à procura deste triunfo e por isso estou muito feliz.  Queria chegar à última curva na frente, mas ainda faltava muito para terminar a etapa e por isso acabou por ser melhor sair da roda do Ackermann”, disse Caleb Ewan.

O italiano Valerio Conti chegou integrado no grupo da frente e mantém a camisola rosa, símbolo da liderança na competição, com 1.32 minutos de vantagem sobre o espanhol José Rojas (Movistar) e 1.41 sobre o seu compatriota Giovanni Carboni (Bardiani), segundo e terceiro classificados da geral individual, respetivamente.

Amaro Antunes (CCC), o único ciclista português em prova, foi 16.º classificado na etapa e manteve o sexto posto da geral, a 2.45 minutos de Conti.

No domingo, a nona etapa do Giro vai ser um contrarrelógio individual, de 34,8 quilómetros, entre Riccione e San Marino.

Deixar uma resposta