Um atleta de BTT morreu hoje quando disputava uma das provas de lazer integradas na 13.ª Maratona BTT LAAC-LAACAR, a final da Taça de Portugal de XCM em Águeda.

O vice-presidente da Liga dos Amigos de Aguada de Cima (LAAC), Ruben Ferreira, disse que o atleta não era federado.

Renato Silva sofreu uma paragem cardio-respiratória cerca de 30 quilómetros após o início da prova, perto de Belazaima-a-velha, tendo sido assistido e transportado para o hospital.

A 13ª Maratona de BTT LAAC-LAACAR, que é organizada em parceria com a Federação Portuguesa de Ciclismo e a Associação Ciclismo da Beira Litoral, integra o calendário da Taça de Portugal de XCM, mas também tem uma vertente não competitiva, aberta a atletas não federados.

Deixar uma resposta