PUB

António Morgado (Bairrada) atacou para a vitória em Amares, Braga, na última etapa do Grande Prémio do Minho. Este resultado permitiu-lhe manter a camisola amarela e assim vencer a geral da prova.

ANTÓNIO MORGADO CONQUISTA GRANDE PRÉMIO DO MINHOA corrida começou a mexer logo nos quilómetros iniciais, com vários corredores a tentarem escapar ao pelotão. A primeira fuga formou-se com seis atletas, mas acabou por começar a perder elementos logo no início da primeira subida.

PUB

Nessa altura, com cerca de 20 quilómetros de prova percorridos, juntaram-se à frente da corrida António Morgado, Gonçalo Tavares, Daniel Lima e Rúben Rodrigues (Bairrada). Nessa altura, na fuga estavam também Francisco Cordeiro (Bairrada), Urko Vidal (Limousin/Oriako), Tiago Nunes e Diogo Sousa (Silva&Vinha/ADRAP/Sentir Penafiel).

Ainda antes de atingida a primeira metade da prova, que tinha um total de 123,6 quilómetros, tentaram ganhar vantagem António Morgado e Rúben Rodrigues, com este último a lançar-se a solo antes da passagem pela meta volante, ao quilómetro 55. Rúben Rodrigues acabaria por ser alcançado pelo grupo da fuga.

A partir desta altura os ataques foram-se sucedendo, primeiro com Francisco Cordeiro e Urko Vidal e depois com António Morgado e Tiago Nunes a tentarem escapar ao quilómetro 79. Como já nos tem vindo a habituar, António Morgado não tardou a impor o seu ritmo e a isolar-se na frente da corrida, deixando para trás Tiago Nunes.

O corredor da equipa Bairrada cortou a meta a solo e ergueu os braços para celebrar a vitória da 32.ª edição do Grande Prémio do Minho, em Amares. Daniel Lima foi segundo nesta terceira e última etapa da competição, terminando a 6m32s do vencedor. Francisco Cordeiro foi terceiro, com o mesmo tempo de Daniel Lima.

Este resultado permitiu a António Morgado conquistar a geral individual, na frente dos seus companheiros de equipa, Daniel Lima e Gonçalo Tavares, que completaram o pódio em segundo e terceiro, ambos a 6m32s do vencedor. António Morgado venceu também a classificação por pontos. Gonçalo Tavares venceu a classificação da montanha, Diogo Sousa a classificação de melhor júnior de primeiro ano e Noah Campos (Landeiro/KTM/Matias&Araújo/Frulact) conquistou a classificação de melhor atleta da ACM (Associação de Ciclismo do Minho). A Bairrada foi a melhor na classificação geral por equipas.

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui