A Amer Sports entrou em acordo exclusivo com a empresa global de private equity Regent Equity Partners, LLC para vender a Mavic.

O preço de compra não foi divulgado. A segunda marca de componentes de bicicletas da Amer Sports, a Enve, não está incluída no negócio.

PUB

A conclusão da transação está prevista para o segundo trimestre de 2019. A aquisição da Mavic provavelmente será concluída antes da aquisição planeada da Amer Sports pelo consórcio de investidores de Hong Kong liderado pela Anta Sports.

De acordo com um comunicado à imprensa da Amer Sports, o motivo de venda da Mavic é a seguinte: “Revisão estratégica abrangente da Amer Sports sobre o negócio de ciclismo, que anunciamos enquanto atualizamos nossa estratégia em setembro de 2018”.

O desinvestimento não tem impacto nos resultados dos negócios da Amer Sports. A gigante finlandesa de artigos desportivos já informou que os seus negócios no ciclismo são “operações descontinuadas” para o ano de 2018.

“Como parte de nossa estratégia, continuamos a focar o portfólio e as capacidades do grupo em áreas de crescimento mais rápido, mais lucrativo e mais escalável. Ao longo do ultimo ciclo, concluímos que não somos o melhor proprietário para a Mavic, que representou apenas cerca de 3% de nossas vendas e que tem como impulsionadores de negócios distintos e poucas sinergias em relação ao resto do grupo.”

“Acreditamos que a icônica marca Mavic tem um forte potencial, que seria mais bem realizado como parte do Regent. A Amer Sports continua a capitalizar suas prioridades estratégicas, especialmente Softgoods, Direto ao Consumidor, China e Estados Unidos”, comenta o presidente e CEO da Amer Sports, Heikki Takala.

Deixar uma resposta