O Enduro World Series (EWS) ruma à Madeira, esta semana para a terceira ronda, o EWS Powered by Freeride Madeira.

© Enduro World Series

É a segunda vez que o World Series de Enduro visitam esta pequena ilha, após a sua estreia em 2017, não havia dúvidas que o World Series de Enduro voltariam à Madeira, que se tornou sinónimo de um cenário mais icónico e com maior numero de percursos, imaginável.

A corrida deste fim de semana será composta por oito etapas ao longo de dois dias de competição, com os pilotos a enfrentarem uma grande variedade de trilhos no sábado e no domingo. A sétima etapa – Boca de Risco – foi designada como a Etapa Rainha e que terá pontos extra para quem dominar este penhasco icónico.

© Enduro World Series

À caça destes valiosos pontos estará o líder da competição Martin Maes (GT Factory Racing), a época de Maes teve um arranque perfeito com vitórias nas duas primeiras rondas em Rotorua e Derby, incluindo as duas vitórias nas etapas rainhas, assegurando a pontuação máxima.

© Enduro World Series

A seguir a Maes vem Florian Nicolai (Canyon Factory Racing) que o persegue, no segundo lugar, com 210 pontos, com Keegan Wright (Unior Devinci Factory Racing) apenas a 40 pontos, em treceiro lugar.

© Enduro World Series

Há muitos homens com a capacidade de desafiar os três primeiros classificados – incluindo o actual campeão Sam Hill (Chain Reaction Cycles Mavic), o vencedor em 2017, Greg Callaghan (Cube Action Team) estar fora com uma lesão num pé, Zé Manuel Borges (Miranda Racing Team) também promete dar cartas nesta 3ª ronda do Enduro World Series.

© Enduro World Series

Na competição feminina, repete-se a história, com Isabeau Courdurier (Intense Mavic Collective) também obteve a pontuação máxima nas duas primeiras rondas. Noga Korem (GT Factory Racing) está na segunda posição do ranking e vi corer muito confidante – ela conseguiu o primeiro podium da EWS na Madeira em 2017 quando conquistou o terceiro lugar. A apenas 30 pontos atrás de Korem, está Bex Baraona (Ibis Cycles Enduro Race Team) e em terceiro lugar, a apenas 20 pontos está Morgane Charre.

© Enduro World Series

Antoine Vidal (Commencal Vallnord Enduro Racing Team) lidera a classificação de sub-21 masculina, enquanto Fenella Harris está no mesmo posto da classificação sub-21 feminina. Na categoria Master masculine, o campeão em título, Karim Amour (Miranda Racing Team) segue na frente, liderando com um avanço de 100 pontos, enquanto a Australiana Michelle Gane lidera a competição Master feminina.

© Enduro World Series

Na competição por equipas a GT Factory Racing é a equipa a bater, com a equipa Rocky Mountain/Race Face Enduro no Segundo posto e a Ibis Cycles Enduro Race, em terceiro.

© Enduro World Series

O Diretor da Competição, Enduro World Series, Chris Ball, disse: “Estamos muito satisfeitos por estar de volta à Madeira para a terceira ronda. Os trilhos aqui são tão distintos e exóticos, desde topos vulcânicos a linhas costeiras com paisagens semelhantes a percursos selva. É uma grande mudança em termos de percursos, comparando com a primeira e segunda etapas, na Nova Zelândia e Tasmânia mas a sua grande variedade de desafios na EWS vai levar-nos a encontrar o melhor corredor de enduro do mundo.”

Toda a informação pode ser consultada em enduroworldseries.com.