28.º GP Jornal de Notícias Leilosoc | Fuga dá etapa a Rafael Lourenço e amarela a Nuno Meireles

40

Ás 14 horas e 20 minutos deu-se a partida simbólica para a segunda etapa em linha do 28º Grande Prémio Jornal de Noticias/Leilosoc. esta jornada de 127, 5 km ligou Viana do Castelo a Monção.

© João Fonseca

Nove quilómetros percorridos e a primeira fuga do dia já ganha consistência. O grupo de 8 fugitivos é constituido por:

Guillaume Almeida e António Monteiro (Fortunna/Maia), Paulo Silva (LA Alumínios), Rafael Lourenço (Liberty Seguros-Carglass), Óscar Malatsetxebarria (Massi-Kuwait), Nuno Meireles e José Sousa (Miranda-Mortágua), Daniel Silva (Rádio Popular-Boavista), pelotão a 1m50s nesta fase. A EFAPEL, do camisola amarela, comandava o pelotão, neste momento.

© João Fonseca

Na primeira hora de corrida pedalou-se a uma média de 41,5 km/h e os 8 fugitivos tinham uma vantagem de 5m30s.

Ao quilómetro 62,3 os fugitivos alcançam a primeira meta volante do dia, em Vila Verde, sendo a ordem de passagem:

  1. Nuno Meireles (Miranda-Mortágua)
  2. Paulo Silva (LA Alumínios)
  3. Rafael Lourenço (Liberty Seguros-Carglass)

A vantagem da fuga é neste ponto de quase 9 minutos.

Ao km 70 o Sporting-Tavira assume a dianteira do pelotão e reduz a diferença para a frente da corrida para 7m20s.

© João Fonseca

A primeira dificuldade do dia, ao quilómetro 73,3 da etapa, foi uma montanha de 3ª categoria de Portela do Vade e que viu passar na frente, em primeiro lugar, Guillaume Almeida (Fortunna/Maia), que assim reforçava a primeira posição na classificação da montanha, seguido de Paulo Silva (LA Alumínios) e Rafael Lourenço (Liberty Seguros-Carglass), no terceiro posto.

Na segunda meta volante do dia, ao quilómetro 89,7, a ordem de passagem foi a seguinte:

  1. Paulo Silva (LA Alumínios)
  2. Nuno Meireles (Miranda-Mortágua)
  3. José Sousa (Miranda-Mortágua)

Entretanto na frente do pelotão, o Sporting-Tavira continuava a encurtar a distância que, a 30 km da meta, já era de 4 minutos.

© João Fonseca

À passagem do prémio de montanha de 3ª categoria de Alto do Extremo, ao km 106,8, o grupo de fugitivos ia já fragmentado, no entanto, Guillaume Almeida (Fortunna/Maia), voltou a ultrapassar este ponto em primeiro lugar, seguido de Daniel Silva (Rádio Popular-Boavista) e em terceiro lugar passou Paulo Silva da LA Alumínios.

Estávamos a 20 km da chegada e Guillaume Almeida (Fortunna/Maia) e Daniel Silva (Rádio Popular-Boavista) seguiam nesta altura na frente da corrida com uma vantagem de 3m20s sobre o pelotão, seguidos de perto pelos restantes elementos da fuga inicial. Havia razões para acreditar que vitória iria sorrir a um destes ciclistas.

© João Fonseca

Na meta, em Monção, com muito publico a aguardar os ciclistas, a Vitória foi para Rafael Lourenço (Liberty Seguros-Carglass). A fuga acabou por vingar!

INDIVIDUAL NA ETAPA:

  1. Rafael Lourenço (Liberty Seguros-Carglass)
  2. Guillaume Almeida (Fortunna/Maia) a 2s
  3. Daniel Silva (Rádio Popular-Boavista) mt

GERAL INDIVIDUAL:

  1. Nuno Meireles (Miranda-Mortágua)
  2. Daniel Silva (Rádio Popular-Boavista) a 1s
  3. Rafael Silva (EFAPEL) a 41s

GERAL PONTOS:

  1. Rafael Lourenço (Liberty Seguros-Carglass): 26 pontos
  2. Rafael Silva (EFAPEL): 25 pontos
  3. Guillaume Almeida (Fortunna/Maia): 21 pontos

GERAL MONTANHAS:

  1. Guillaume Almeida (Fortunna/Maia): 25 Pontos
  2. Filipe Cardoso (Rádio Popular-Boavista): 13 pontos
  3. Gonçalo Amado (Trofense): 5 pontos

GERAL METAS VOLANTES:

  1. Nuno Meireles (Miranda-Mortágua): 5
  2. Paulo Silva (LA Aluminios): 5
  3. Domingos Gonçalves (Rádio Popular-Boavista): 3
© João Fonseca

Amanhã, logo de manhã, os ciclistas arrancam para o primeiro sector, etapa em linha de 78 km, que ligará Monção a Viana do Castelo. Da parte da tarde teremos o segundo sector, o Contrarrelógio individual de 10 km de extensão em Barcelos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva o seu comentário
Escreva o seu nome