Ecopista do Vale do Vouga

4
10580

Ecopista do Vale do Vouga (2)A Linha do Vouga, originalmente conhecida como Linha do Vale do Vouga, e alcunhada de Linha do Vale das Voltas devido ao seu sinuoso traçado, é um troço ferroviário que liga a Linha do Norte, em Espinho, à Linha do Dão, em Viseu, numa extensão de 140 quilómetros.

Ecopista do Vale do Vouga (7)A Linha do Vouga foi inaugurada totalmente em 5 de Fevereiro de 1914. Actualmente só existe movimento ferroviário entre Espinho e Sernada do Vouga, uma vez que em 1 de Janeiro de 1990 foi encerrado o troço entre Sernada do Vouga e Viseu.

Ecopista do Vale do Vouga (5)Em Outubro de 2009 os Municípios de Albergaria-a-Velha, Águeda, Sever do Vouga, Oliveira de Frades, Vouzela, S. Pedro do Sul e Viseu, a Comunidade Intermunicipal dos Municípios da Região Dão-Lafões e a Refer, apresentaram o anteprojecto da Ecopista do Vale do Vouga, uma via ciclopedonal que vai atravessar estes sete Concelhos ao longo de 78 quilómetros.

Ecopista do Vale do Vouga (6)Com a Ecopista do Vale do Vouga pretendem transformar o antigo troço ferroviário num circuito ciclável e pedonal que se estenderá por quase 80 quilómetros de extremo valor paisagístico, turístico e ambiental.

Ecopista do Vale do Vouga (10)A futura Ecopista do Vale do Vouga irá abranger a recuperação/reabilitação de estações de caminho-de-ferro e apeadeiros que se encontram espalhados pelos sete municípios, sendo também um incentivo à prática desportiva com segurança.

Ecopista do Vale do Vouga (9)Em 2009 o Município de Sever do Vouga abria ao público o primeiro Percurso da Ecopista, entre a Foz do Rio Mau e a estação de Paradela. Mais recentemente, em 2013, este Percurso foi prolongado até Cedrim. Entretanto, em Águeda já se pode, também, circular pelo antigo canal ferroviário entre Sernada do Vouga e a Foz do Rio Mau.

Ecopista do Vale do Vouga (8)Nos restantes Municípios estão a decorrer obras de reconversão, pelo que já é possível percorrer quase toda a Ecopista do Vale do Vouga em bicicleta tipo BTT.

4 COMENTÁRIOS

  1. Na paz do monte a pedalar,
    Nas margens dos rios me deito;
    Ouço as águas cantar,
    E só cansado e satisfeito,
    Já com a grandeza no peito,
    Sempre grato e a sorrir;
    Só regresso ao meu leito,
    Quando chamado a dormir.
    (José Faria=

    Por esta e muitas razões, todo este aproveitamento e recuperação das linhas férreas desactivadas para o passeio pedestre ou de bicicleta, oferece paisagens calmas e tranquilamente saudáveis, e uma mais valia necessária e muito interessante, social e economicamente, para as regiões por onde passam essas novas vias, outrora, passagem de comboios. Bem haja. Isto é responder às novas do tempo, renovando o progresso. E o país que somos nós todos, agradece.

  2. BOA TARDE,

    SABEM ME DIZER, QUEM VEM DO PORTO, ONDE COMEÇA A CICLOVIA? É EM ESPINHO?
    OBG
    ANTÓNIO

    • O texto refere que “atualmente só existe movimento ferroviário entre Espinho e Sernada do Vouga”, pelo que neste troço óbviamente não há ecopista. No entanto, tal não é bem verdade, uma vez que a circulação ferroviária só se efectua entre Espinho e Oliveira de Azeméis. Esta situação que já existe à alguns anos, é decorrente do aluimento de parte da linha no troço Oliveira de Azeméis – Sernada do Vouga. Inicialmente esta ligação era efectuada através de autocarro, mas actualmente é servida apenas por táxi, ou seja, quem for de bicicleta não terá como a transportar a não ser desmontada e embalada.
      Para além dos troços concluídos mencionados na notícia, está também finalizada uma secção em S. Pedro do Sul inaugurada em 7 de Maio, com cerca de 3 kms.
      O traçado da ciclovia começa/ acaba em Sernada do Vouga, e termina na Bodiosa (Viseu), tem cerca de 90 kms. De Bodiosa a Viseu e vice-versa a circulação faz-se pela N16.
      A Linha do Vouga, ainda não é uma ecopista. Pode ser percorrida, mas não é adequada a todo o tipo de bicicletas, pelo que se aconselha a utilização de bicicletas de MTB (BTT).
      É também mais fácil o percurso Bodiosa (Viseu) – Sernada do Vouga, não só pelo facto de a pendente ser mais favorável, mas também porque a logística poderá ser mais “simpática”. Pode-se chegar com facilidade de comboio a Santa Comba Dão (ver restrições ao uso de bicicletas nos comboios da CP no site da empresa), fazer a Ecopista do Dão, e regressar (com ou sem estadia em Viseu) pela Linha do Vouga até Sernada, e aí apanhar a automotora para Aveiro/ Linha do Norte da CP.
      De qualquer forma, ter presente que são no total cerca de 150 kms de bicicleta.

  3. Eu acho que e um dos melhores aprovatamentos para todos que gostem da natureza e nao so o desporto favorito de
    quem usa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva o seu comentário
Escreva o seu nome