Centro de BTT da Pampilhosa da Serra

0
78

No âmbito da estratégia de marketing territorial desenvolvida pelo município vimos convidar todos os cidadãos e atletas a entrarem no mundo “Pampilhosa da Serra: Inspira Natureza”.

O centro de BTT de Pampilhosa da Serra é constituído por edifício de balneários, instalações sanitárias, estação de serviço para bicicletas, uma rede de trilhos cicláveis e devidamente sinalizados com cerca 122 Km e 4 níveis de dificuldade. Ao percorrer a vasta rede de trilhos viajará por caminhos rurais, aldeias do xisto, zonas de grande dificuldade técnica, áreas de rede natura 2000 (grande diversidade da fauna e da flora), paisagens únicas no país rodeando a albufeira de Stª Luzia. Parte dos trilhos, que compõem o centro, situam-se a cotas elevadas com altitudes, por vezes superiores a 1.300 metros.

A sua utilização é gratuita, à exceção da zona de banhos e de lavagens de bicicletas. Este Centro de BTT é uma infraestrutura turística e desportiva está situada na confluência de uma rede de percursos pedestres que liga as aldeias do xisto de Fajão a Janeiro de Baixo.

Como sabe, visitar Pampilhosa da Serra é ligar-se à natureza, à história e à tradição. Venha inspirar-se no Centro de BTT de Pampilhosa da Serra.

O Centro de BTT da Pampilhosa da Serra é constituído por 4 percursos:

Percurso Verde

Todo o circuito se desenvolve nas margens da Barragem de Santa Lúzia, junto ao Casal da Lapa, em zona de pinhal. O percurso sai do Centro pela ciclo via e depois segue pela margem da barragem em direcção a Unhais-o-Velho. Inicia o regresso quanto toca na estrada antiga, em direcção ao Centro de BTT, onde chega novamente pela ciclo via.

Distância: 3,3 km
Tempo: 0h30 – 1h00
Desnível Acumulado: 97 m

Percurso Azul

Este circuito acompanha toda a albufeira da Barragem de Santa Luzia. Inicia-se pela estrada de terra junto à barragem e depois segue pela estrada antiga. Passa o Rio Unhais por um pequeno pontão antes de chegar a Unhais-o-Velho e depois segue estrada até Malhada do Rei. A volta faz-se bordeando a albufeira, passando Vidual de Cima, onde se chega por uma secção nova e técnica. Termina atravessando pelo paredão da barragem sempre espetacular, depois de um divertido single track.

Distância: 27,9 km
Tempo: 2h30 – 4h00
Desnível Acumulado: 830 m

Percurso Vermelho

Após troço inicial até Unhais-o-Velho comum a outros percursos, segue um pouco mais com o P20 e separa-se deste seguindo o Rio Unhais para montante em direcção às Meãs onde entra num recatado vale e trilho antigo. Sai deste primeiro subindo íngreme e depois a meia encosta em direcção à Malhada do Rei. Sobe até atingir a altitude máxima (1023m) com uma vista espectacular sobre a zona da barragem, contorna a cumeada para avistar a Aldeia do Xisto e os Penedos de Fajão (Rede Natura 2000) e desce em direcção a Vidual de Cima, onde pode fazer atalho de ligação para o P18 ou continuar para o Cabril e Vale Grande. Daqui tem-se uma visão extraordinária dos penedos que alojam o paredão da barragem, onde se atravessa para terminar o circuito.

Distância: 36 km
Tempo: 3h00 – 4h30
Desnível Acumulado: 1225 m

Percurso Preto

Após início comum a outros percursos, este percurso diverge em Aradas em direcção à Portela de S. Jorge da Beira. Daqui inicia a descida por single track, aberto recentemente, para Meãs e subir enfrentando o pico Cebola (ponto mais alto do circuito, 1124m). Deste ponto com incríveis vistas, entra-se em descida alucinante até ao Ceiroco. Segue-se uma seção fácil ao longo da levada conhecida por «Vala» até à Ponte de Fajão onde se chega por um carreiro antigo e muito técnico. Subimos por caminhos antigos até à Aldeia do Xisto de Fajão. Segue-se agora na Variante da Grande Rota das Aldeias do Xisto, a GR 21.1, de onde diverge para descer em direcção ao Vale Derradeiro e a Sanguessuga, juntando-se novamente ao P19 em Cabril para passar o paredão da barragem e finalizar.

Distância: 55,3 km
Tempo: 5h00 – 7h00
Desnível Acumulado: 2675 m

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva o seu comentário
Escreva o seu nome